Coffee lips

#VickyM

Normalmente juntam-se as meninas do condomínio para um café ora em casa de uma, ora em casa de outras… Não sei se foi do frio mas hoje era só eu e a Vizinha, aninhadas no sofá com as nossas canecas de café XXL, mantinhas e conversa fiada.

Sempre deliciosa e energética, lá me falava do desenvolvimento dos seus projectos enquanto iamos saboreando goladas daquele café forte e aromático, mais uma das blends fantásticas que enchem aquela cozinha de um cheiro enebriante…

Curiosamente, estas doses de cafeína estavam a ter efeitos calmantes em nós e já no fim da tarde estávamos que nem duas gatinhas enroscadas numa posição em que não se distinguia onde começava um par de pernas e acabava o outro…

#Vizinha


Não há nada que aprecie mais do que tranquilidade servida por uma boa de dose de café acompanhada por alguém bonito. Hoje era só eu e a reguila da Vicky. Tocou-me à porta com aquela cara que acabou de se levantar e já eram 16h, parece que a Vicky teve uma daquelas noites.
Prepáramos o café e lancámo-nos ao sofá com a nossa roupa de domingo, meias até as coxas e sweat largueirona.
Acho imensa piada à Vicky sempre de sorriso ligado e com aquelas covinhas maravilhosas que dá vontade de dar beijinhos. Foi o que fiz a dada altura, em que nos enrolamos uma na outra, entre conversa e risada que parecíamos uma só. Abraçadas, relaxadas e despreocupadas.
A sala estava quente, ou foi do café ou era daquele corpinho em mim, que já não podia estar.
Queixei-me e ela admitiu estar com calor também. Tirei-lhe as collants e ela tirou-me a sweat.
Continuamos quentes, deitadas uma na outra a pasmar enquanto olhávamos para o tempo.
Algures estávamos a pensar no mesmo… mas ficamos assim, a divagar…

#VickyM & #Vizinha

#69letras

Deixar uma resposta