Olha à tua volta, és feliz?

Ás vezes pergunto-me a mim próprio o que me dói…?


O que me dói és tu! É a falta que me fazes!
O que me dói são as recordações… as nossas recordações.
O que me dói é este amor, que um dia eu sei e senti que foi recíproco… era tão grande, tão intenso, tão feliz… que mesmo não acabando, acabou.


Olha no que nos tornámos…


Olha à tua volta, és feliz?

Eu não e tenho para mim que tu também não!
Andaste a vida toda à procura do supra-sumo do amor… E quando o tiveste, não aguentaste, não soubeste o que fazer e talvez por medo… fugiste, desapareceste!


Amo-te tanto quanto me dói e não acredito que algum dia te esqueça.


Tenho tudo para seguir em frente… mas sem ti não há futuro que me valha.
Sou filho da esperança e teimoso de nascença…


Não desisto de ti, por nada!
Prometo! Podes crer!


Que fique escrito para toda gente ver!
Ainda vou voltar a ser o lamechas que mete nojo… Ainda te vou voltar a abraçar!
Ainda vou voltar a passar noites em claro enquanto te vejo dormir!


Nem que seja a última coisa que eu faça, mas ainda te vou fazer voltar!


SilentSoul #69Letras

Deixar uma resposta