Observo-te

Interessante a hipocrisia masculina.

A maneira como disfarçam instinto selvagem de caça por baixo de camadas de fraquezas e inseguranças.

Traduzindo, as desculpas esfarrapadas que o cérebro mesquinho inventa para se ver livre dum amor incómodo, esgotado ou que simplesmente nunca foi tão pouco amor.

” Não és tu, sou eu. “

Ainda apelando ao nosso lado humano, maternal até carinhoso por natureza. Coitadinho, está-me a dar com os pés mas é tão frágil que me sinto na obrigação de o proteger…

Julgam-nos assim tão naives?

Algumas serão, enfim mas não a filha da minha mãe!

Nesta vida aprendi que nunca se é desconfiado demais. De onde sai fumo, há definitivamente fogo! E que só é cego, quem não quer ver!

Mas a hipocrisia tem vários patamares.

Divertido é observar de longe o bailar dos tolos num palco aberto. Adoro!

Os olhares indiscretos nas costas, aquele sorriso que teima em não ser disfarçado e pois está claro as coincidências propositadas!

Tudo fruto da nossa imaginação, claro! Mas que paranoias insistentes que nos cegam.

És tão ciumenta, devias de falar com alguém, isso já não é normal…

E eis que chegamos ao patamar extremo.

Este não é para qualquer mero amador. Dissimular os seus próprios defeitos e fazê-los refletir na perspicácia dos outros… Uau!

Dispensa qualquer comentário! É de facto algo, incrível, quase digno de ser admirado.

O melhor é observar no silêncio dos nossos tronos e elevar-nos na superioridade da certeza de quem somos.

Não há arma melhor contra a hipocrisia do que estar de bem com a vida!

Que é como quem diz, estou-te a ver marmanjo! Mas não me afecta!

©Miss Steel 69letras 2017 

2 comentários a “Observo-te”

  1. Bonito muito boa descrição de tudo mas sera verdade que os homens sao todos iguais?eu penso que são iguais as mulheres e vice-versa,

    1. Olá Nelo,
      Não sei se conheces todos ou a maior parte dos meus textos aqui publicados. Mas uma das minhas características é precisamente a de me pôr nos ” pés ” de outras pessoas e sentir as coisas como elas as sentem.
      Em relação ao texto referido por ti, falei pelas muitas mulheres que vivem uma relação onde a traição ou a intenção da mesma é uma realidade.
      Fascinou-me aquele sentimento de revolta porém calado. A sensação de estar assistir a um filme onde ela é a personagem secundária.
      Porém, concordo que nem todos os homens são iguais. De todo. Ha homens que vale a pena conhecer e admirar assim como ha mulheres. Como costumo dizer sempre, somos todos seres humanos, porém uns mais humanos que outros.

      Mais uma vez o meu muito obrigado por nos ler.
      Um resto de bom dia,
      Miss Steel #69letras.

Deixar uma resposta