Estou viciado…

| Conto Erótico | Maiores 18 |

 

Estou aqui sozinho, mais um dia na minha vida, sinto a tua falta, não me ligas, não me respondes as mensagens que te mando, sei que muito provavelmente nem andas por cá, mas sinto a tua falta, sei que não existe nenhum compromisso entre nós, ficou resumido ao inicio, foi ponto assente, nada de namoros e relações, mas sou o que sou, sinto a tua falta, queria aqueles minutos de atenção que me dá depois do sexo, aquele momento que por breves momentos somos seres humanos e conversamos, e voltamos a ter sexo novamente.

Confesso, que da ultima vez que tivemos sexo, eu disse em silencio que te amava, sei que nunca mais me irias querer ver por tal… Por tal disse em silencio enquanto te possuía tal animal liberto.

Tu dizes que o trabalho é mais importante que tudo o resto, mas já nos encontramos para sexo perto de seis meses… Não tens mais ninguém segundo palavras tuas… E eu mais ninguém tenho… Só existes tu…

É tão bom saber-te a caminho de mim, saborear os beijos de saudade, quando entras a porta sei que sou o teu namorado, o teu confidente e amante… Sentir o teus beijos, aquele sabor a mel adocicado, aquele perfume que usas que já te disse que de certa forma me inebria, quantas vezes não ficamos ali amarrados na entrada, partindo as loiças dos móveis, devorando um ao outro como se não existisse amanhã… As loiças compram-se, a tua memória não se esquece…

Os beijos quentes, loucos, quase um automatismo enquanto as roupas voam dos nossos corpos quentes, cheios de fome um do outro, a tesão… Acho que já foi tesão… Cheira-me a paixão… A forma como as nossas línguas se tocam, a forma como as nossas respirações se alteram cada vez que nos vemos… Quando a fome é negra e nos devoramos ali mesmo, contra a porta da entrada, e rapidamente chegamos perto da bancada da cozinha, o teu corpo escalda a pedra fria, despida e apenas comigo dentro de ti, possuindo-te de forma viril, louca e desenfreada… Prazer… Tesão… Sinto que as palavras me invadem de uma forma eloquente…

Será só tesão… Será que esta tesão que tenho de ti se transformou numa paixão assolapada… Tenho medo de te dizer que te amo pois temo perder-te… Prefiro ser o teu caixote do lixo a não te ter… Estarei errado… Não me vou julgar a mim… Não te vou julgar… Quero-te…

Quero-te nua na minha cama, quando provo o sabor do teu corpo, quando gemo de gozo enquanto deslizas o teu corpo sentado no meu sexo de uma forma profunda, quando te vejo explodir naquele orgasmo violento que te faz arranhar o meu peito, quero tudo isso e muito mais…

Quero-te vestida perto de mim, quero rasgar as tuas roupas e possuir o teu sexo com a minha língua dentro de ti… Quero o momento em que estou completamente louco para te possuir e tu decides saciar o meu apetite com os teus lábios de veludo…

Quando te metes de quatro e me mostras as tuas nádegas brancas e adoro deixar elas bem vermelhas… Umas vezes com as mãos… Outras vezes com o impacto do meu corpo contra o teu… É sexo… Somos animais… É prazer… Tesão e orgasmos… Será pura foda… Será amor… Nem sei bem o que pensar… Eu amo-te em silêncio enquanto sussurro ao teu ouvido os meus gemidos de gozo… Ouve-me bem… Lá no fundo ouves uma palavra que não queres que te diga… Será que já a disse… Será por isso que não me respondes… Sinto-me perdido… Quero-te mais uma vez… Nem que te peça desculpas… Preciso de ti… Não te conhecia… E viciei-me em ti… E a culpa é minha… O vicio só tem um culpado… E tu és viciante…

 

NMauFeitio #69Letras

 

Deixar uma resposta