És o vislumbre dos meus olhos…

Como é difícil parar de te observar.
Sentado nesta mesa de café, observo-te a conversar com os teus amigos, a rir e a manifestar interesse pelo que eles dizem. Cada careta, cada gargalhada, cada vislumbre dos teus olhos que emanam felicidade eram dor para mim por saber que não era comigo que partilhavas…
Agora, nesta sala grande e preenchida pela mobília que os nossos corpos tão bem conhecem, sinto-me só e triste por não te ter para amar e voltar a desejar…
Este pobre rapazinho em corpo de homem apenas anseia por te ter novamente, de te possuir e fazer de ti minha deusa…

O Vizinho #69Letras

Deixar uma resposta