O nome que não ouso pronunciar…

Podia dizer mil vezes que tudo isto é uma invenção da minha mente fértil, que no lugar do meu coração hoje em dia só vive uma pedra e como tal seria a minha libido a pedir um pouco mais…

Facto é que que este fogo subiu-me pelas entranhas e eu engasguei-me nas lágrimas que me transbordaram pelos olhos e pela alma quando realizei que não me faltava só o toque, só o beijo, só a língua que magistralmente me percorreu o corpo acordando o bichinho que mantinha na caixinha, escondido, adormecido…

Faltas-me, todo… Como se me faltasse a água no deserto… E eu sei o nome disto, mas não o vou pronunciar… Pode ser que isto acabe por se esconder numa outra caixa, se guarde onde eu não me lembre… Ou até posso lembrar… Mas pronto… Que pare de deambular dentro de mim e me deixe viver, respirar, ser eu sem esta aura que me queima todos os chakras…

#VickyM #69letras

Place your feelings

Fotografia: Vasco Pires

Deixar uma resposta