Bonnie and Clyde dos tempos modernos

Preparamo-nos para mais um trabalho.
Eu trato das armas e ele estuda os pormenores do assalto ao mais infimo pormenor. Por isso somos os melhores no ramo. O facto de nos devorarmos um ao outro, é só um bónus.
-Bora miúda! Está na hora!
Humm como eu adoro ouvi-lo falar assim! Mexe comigo. Faz-me despir em vez de vestir-me para o assalto.
-Apetecia-me um outro tipo de acção antes, tipo um pouco de gozo antes do trabalho…
Enquanto me vou despindo toda mas mantenho a carapuça enfiada que utilizamos sempre nos assaltos.
-Se eu não te amasse tanto miúda, largava-te por seres um distração tão doce!
E ele simplesmente não me resiste. Meio disfarçados e meio descobertos nos entregamos à luxúria dos sentidos. Quero-o todo dentro de mim e sentir que ele me pertence como nunca pertenceu a mais ninguém.
Ele adora enfiar um dedo dentro da minha boca enquanto me penetra por trás. Fá-lo sentir que tem controlo sobre mim e não me importo nada.
A cada investida dentro do meu corpo aumenta-me o desejo por este homem. Tem a minha vida nas suas mãos tal como eu tenho a sua nas minhas. E protegemo-nos um ao outro porque nada nem ninguém interessa neste mundo.
Adoro sentir o seu orgasmo com todos os meus sentidos. Faz-me viajar e querer muito mais do seu corpo que domina tão bem o meu.
Nada se compara ao beijo dos amantes na dúvida se alguma vez o poderão fazer novamente.
Saciados? Talvez. Mas agora vamos trabalhar.
-Quietos! Isto é um assalto!

MissSteel#69letras

Deixar uma resposta