O teu olhar

Se existe sítio onde me perca, é no teu olhar. Olhar para ti é não ter problemas, é esquecer tudo. O teu olhar deixa-me sem jeito, fico bloqueado, o tempo pára e sinto um quente no meu peito, são beijos à distância. Sinto uma energia que me aquece e não consigo esconder o sorriso.
Porque escrevo isto?

Porque sinto a falta disto. Sinto a tua falta.

Dou por mim muitas vezes perdido no meu mundo com questões infinitas, nos meus problemas, nos meus dilemas, na minha solidão. E é aí que desejava ter-te por perto. Olharia para ti, nos teus olhos. Sempre achei que a minha paz de espírito estava no teu olhar e cada vez mais tenho certezas disso. Apesar de usar a expressão que me perco no teu olhar é lá onde juntos estamos a sós, é lá que me encontro. E eu sei que te sentes segura quando olho para ti. Não sou sábio nem adivinho para o afirmar, mas o teu toque convence-me disso.

Todas as manhãs ao acordar sinto-me deslocado e fico mesmo a pensar se não estou num sonho. O meu reflexo, mesmo sabendo que não estás ao meu lado, é procurar-te, é encontrar-me. Sabes? Talvez não. Mas sinto mesmo muito a tua falta. Não do teu todo, mas deste momento.

Provavelmente nunca te direi isto e possivelmente já te encontraste noutro olhar.

Mas adoro Aquele teu olhar.

© 100 Modos #69Letras 2016

Deixar uma resposta