15 minutos

Mais uma vez quero vos deixar um pequeno conselho e algo que defendo muito.

Uma vez quando estava numa igreja a assistir a um casamento no qual era padrinho do noivo decidi prestar atenção às palavras que o padre dizia. Não sou muito disto admito. Tenho as minhas opiniões, as quais defendo e as quais não tenho que obrigar ninguém a aceitar. Mas naquele momento as palavras que costumava ignorar chamaram-me a atenção.

Recordo-me perfeitamente do que o padre dizia.

“Reservem sempre todos os dias, todos, 15 minutos do vosso dia para namorar.”

Obviamente que tal afirmação provocou o riso geral na igreja. Ainda por cima pela fama que o padre tinha por ser um brincalhão. E é isso. A brincar dizemos coisas sérias. E foi aí que a minha atenção se focou no padre.

É verdade. É importante. É imperativo. É necessário. É o que nos une e assim o mantém. Sei que muitos de nós / vós tem uma vida complicada, preenchida, atarefada etc. Mas este tempinho é deveras importante. E também é verdade que quando se quer tempo, arranja-se. Dedicar este pequeno tempo a quem amamos é como construir pilares na relação.

Cheguem a casa abracem-na. Agradeçam o jantar se for caso. Namorem-na. Todos precisamos e se não o fizerem ao virar da esquina pode estar lá alguém disposto a dedicar 15 minutos do seu dia a dia à vossa amada. Ou até mais. Sentir-se-ão melhor acreditem, pois estará alguém sempre do vosso lado.

Juntos sim, não abandonados, ok?

© 100 Modos #69Letras 2016

Deixar uma resposta