Perdida na leitura

A escrever inconscientemente me perdi. Pois a literatura não é como era antes. Tudo mudou.
Antigamente ler era algo vivido a solo, na paz dum sofá e deliciar um bom chá quente. Agora? Agora vive-se em comunidades de leitura, vibrando a cada palavra à beira dum declive e celebrando o perigo do mesmo com champanhe!
Os contos românticos de agora ja não falam de Julietas nem de princesas de cabelo dourado.
Agora falam de mulheres deliciadas em orgias ou de homens com poderes sobrenaturais seduzindo adolescentes perdidas nos eclipses da lua.
Mas eu venho vos falar do meu amor pela literatura, o perigo que me seduz na mesma e os recantos da minha sedução envolvendo as letras.
Escrevo para meu prazer! Escrevo porque sei que isso me faz feliz.
Satisfaz-me nos dias menos felizes e põe-me um sorriso na cara mesmo quando não tenho forças para tal.
Na escrita me perco e me acho. Minha droga pessoal. Meu amante secreto que jamais me larga ou desampara.
Com o poder das palavras se conquista corações, noites de loucura, adrenalina pura e até mesmo atos de confiança.
Vivam a literatura não só com a alma mas também com o vosso espirito e corpo. Não receiem o perigo pois nele se tornam imortais.

©Miss Steel 69letras 2017 

Deixar uma resposta