No dia em que te esquecer, vou começar a viver…

 

Cada vez mais certa de que te quero esquecer…
Cada vez mais certa de que me queres longe, mas por perto…
Longe de ti, mas de que do meu pensamento faças parte…
E pergunto-me…
Porquê??
O porquê de apareceres e desapareceres…
Será amor? Será egoísmo?
Pergunto me vezes sem conta…
Por amor… Para mim é exatamente o oposto de fazer sofrer, de querer longe quem amo.
Egoísmo, poderá ser, talvez…
Porque sempre que estás longe do meu pensamento e com as minhas forças revitalizadas… Lá estás tu…
Toca o telemóvel, com uma sms que te traz de volta ao meu pensamento..
É o teu número, não o tenho gravado, mas sei que é…
E o coração começa a bater forte,os olhos a brilhar e o nervosismo apodera-se de mim…
E tenho medo, acreditas?
Medo de ler o que não quero, medo de ler o que anseio, medo e mais medo…
Desço à terra e ganho forças… E abro a sms…
E és tu, cheio de mistério, todo amigável, meio como a tentar entrar na minha vida para não mais sair…
Palavras e mais palavras e eu respondo e tu perguntas e eu respondo e pergunto..
E em palavras ternurentas e demonstração de amor, paixão e desejo… tu dizes tudo aquilo que sonho ouvir todo o santo dia…
E quebras-me, derretes-me com essa doçura, mas passageira ilusão…
E na luta entre a minha razão e coração, lá vence o coração e abro-te a porta…
E lá vem a queda… Pummm
Acabas por dar-me com essa mesma porta, assim directamente na minha cara e coração…
Sem meias medidas, sem cuidado…
E uma vez mais surge a pergunta… Porquê???
Amor, egoísmo??
Ou será apenas a tua vontade de tornar este puro sentimento, no pior de todos os sentimentos, ódio…
Nem sei sequer se isso é um sentimento. Sei sim, que sempre que te vou esquecendo, tu apareces e voltas a lembrar-me de que um dia fomos tu e eu…
E de que agora sou somente eu, com vontade de esquecer de quando éramos nós…

Vany #69Letras

Deixar uma resposta