Minha e para mim

Outro fim de semana chegou. Espera com inquietude por este dia. Por esta noite. Andei a semana a alimentar ideias e fetiches para colocar em prática assim que estivéssemos a dois.

Preparei o quarto, com um certo custo mas com muito prazer. Era a primeira vez que preparava algo deste género. Meio embaraçado, meio nervoso. Coloquei das melhores velas com os melhores cheiros, daqueles que sei que te deixam com vontades. Preparei um vinho suave, doce e fresco. Pétalas na cama e uma música suave. A hora aproxima-se e eu já estou excitado, nem penso direito.

Mas de hoje não passa.

Assim que entrares em casa serás minha. Minha e para mim. Tu sabes para o que vens, não tenho dúvida. Menos preparada. Não te irei deixar dizer uma palavra sequer. A tua boca estará ocupada com a minha. Sentirás o desejo que tenho guardado, adormecido durante a semana. Hoje não serão os meus dedos a percorrer o teu corpo. Será a língua. Não serão as minhas mão a prender-te, e sim as algemas. Não serão as minhas palavras a incendiar-te, e sim o meu olhar. Não será o meu toque a deixar-te húmida, será a minha mente. Não será a tua voz a implorar, e sim o teu arranhar.

Hoje estarás por minha conta.

© 100 Modos #69Letras 2016

Deixar uma resposta