Derruba-me se conseguires!

Hoje escrevo decorada a nódoas negras na alma. Mas de pé. Sempre de pé!
Essas luvas cheias de vidros partidos embebidas em palavras ofensivas não me derrubam. Enganas-te se achas que me derrubas com meras palavras nulas de classe e educação.
E esses vidros partidos? Quanto muito arranham-me a ousadia. O cheiro do sangue espicaça-me a adrenalina que me faz sentir viva.
Esses murros que a vida madrasta insiste em me dar…aceito-os e abraço-os de espirito humilde e aberto! Venham eles! São pequenas lições que me fortalecem o carácter para as próximas batalhas.
Mas de volta a ti, se pensas que me derrubas com toda essa violência no olhar e baixo nível na língua, reduz-te à tua insignificância. Nem te metas comigo tão pouco se queres viver.
Eu cuspo nos cornos do diabo depois de cada vez que o monto no carrocel da vida!
Cada murro, cada palavra, cada investida em prol da minha fragilidade humana é um degrau acima na força do meu carácter!
Queres-me derrubar? Ahahahahah! Eu sou aquela que nunca cai e se caio, é só para te esmagar com o peso da minha revolta em cima de ti!

©Miss Steel 69letras 2017 

2 thoughts on “Derruba-me se conseguires!

    1. Ainda bem que lhe agrada os nossos textos José. Espero de coração que continue a ler-nos.
      Votos de um resto de bom dia.
      MissSteel#69letras

Deixar uma resposta