Compulsão pelo prazer

Talvez um dia destes colidas de frente com o teu lado mais perverso e ele te vença. Talvez venhas até mim sem essa
capa controlada e683e1559c77906c7258e47e7955790d4 transfiras o teu domínio para mim. Talvez cegues de uma vez com as tantas vezes em que te tento…
Talvez façamos um dois em um no dia em que te descontroles e soltes de vez essa besta que em ti adormece e a deixes vir para cima de mim tal lobo furioso, faminto e devorador onde se sacia com o meu corpo a sucumbir de prazer… e eu… adormeço, por fim serena , ilibada e expurgada das sombras que me inquietam e agitam o meu sono… talvez a liberdade que por um motivo qualquer contens seja o tranquilizador que me falta…
Ou talvez não.
Talvez seja eu que precise de adormecer esta minha compulsão pelo prazer que um toque forte e autoritário me traz, talvez este não seja o atalho para que descanse em paz… talvez o caminho seja outro… não sei, sei lá.

Vizinha #69letras

Deixar uma resposta