Café entornado/cabo dos trabalhos

Nmaufeitio

Adoro ir visitá-la ao trabalho, adoro surpreendê-la sem contar com a minha presença, sei o quanto fica baralhada sempre que nos cruzamos e hoje não é exceção.
Como adoro surpreender levo um café daquela coisa que ela tanto adora e acha fascinante, um café do Starbucks, ainda não consegui pensar no que raio ela vê em tal coisa, café é preto e em chávena pequena. Estão a ver o café, a bica ou o cimbalino, isso é café, tudo o resto, é mistelas que não lembram ao mais comum dos mortais.
Adiante, café já temos, levo-lhe também um par de rosas.
Cheguei ao seu escritório, fintei mais uma vez aqueles chatos da receção que têm de anunciar toda a gente, fintei-os qual estafeta cheio de pressa para entregar uma encomenda para ontem, apanho o elevador e saio no seu andar, esgueiro-me pelas portas e corredores para não ser apanhado por ninguém, sei onde é o seu gabinete, mas nunca sei se ela lá está ou não e por acaso hoje não está.
Esgueiro-me para o interior do mesmo e quando estou a preparar para deixar as coisas, eis que Miss Steel abre a porta e a mesma bate em mim fazendo-me deixar cair o café sobre o teclado do seu computador….

Miss Steel

Hoje é outro daqueles dias que não aguento mais um desastre! A sério? Quantos mais sapos vou ter que engolir! Chefes que abusam do poder só para elevarem o seu ego!
Volto ao meu gabinete depois duma luta bem assanhada com o chefe e…
– Steel!
– Nmaufeitio!
– Desculpa, só te queria fazer uma surpresa mas…
– Só espero que não tenhas estragado o meu teclado!
– Também te trouxe flores…
– Eu sou alérgica a flores! ATCHIMMMMM! Vês?
Mas o que este quer também? Será que ninguém faz nada certo hoje? Socorro! Tirem-me deste filme! Pobre Steel, vítima do caos!

Nmaufeitio

Recorrendo a um pensamento batidíssimo na minha alma, fecho os olhos e penso para mim, certos dias de madrugada, mais vale de manhã, acordar pela tarde e sair durante a noite, respiro fundo, e conto até dez, não existe coisa pior na vida que um homem tentar agradar a uma mulher que não quer ser agradada, respiro fundo e respondo-lhe.
-Miss Steel, será que alguma vez lhe irei agradar, disse que gostava de surpresas e aqui estou eu sempre a tentar surpreender a menina e a menina sempre que pode humilha-me, e isso não se faz, sobretudo com quem se preocupa consigo…
Pelo meio tiro a camisola para tentar limpar o teclado e a secretária, sei que está atrás de mim, pior que uma barata e só me apetece gritar com ela mas vou-me ficar pela vontade, pois muito honestamente, apetecia-me algo mais meigo….

Miss Steel

E eis que de vítima passo a acusada. E pior ainda, uma culpada confessa.
Embriagada na confusão do meu dia de trabalho nem me apercebi naquele grande amigaço a tentar melhorar o meu dia.
Pensa rápido, Steel! Como podes compensar um homem que acabou de tentar ser o mais simpático possível contigo?
Já sei! Abro a minha mala, despejo meia casa( porque toda a mulher traz meia casa dentro da sua mala) e tiro a única coisa possível que poderia devolver um sorriso à cara de um homem. Um chupa chupa!
– Nmaufeitio! Toma! Divido contigo o meu chupa chupa, se quiseres!
– Divides?
– Desculpa lá mas este tem sabor a morango, o meu preferido…
– Steel?
– OK, fica com ele todo…

Nmaufeitio

Depois de ver uma mulher histérica quase a matar-me e quando ela pegou na mala, arrepiei-me todo, parecia uma pedra de gelo a cair pelas costas abaixo tal foi o arrepio, pensei mesmo que iria ser o primeiro caso de homicídio por uma mala mas ela agarrou e virou a mala em cima da minha camisola encharcada em café e de dentro da mala começaram a cair coisas. Como tal eu nunca tinha visto de uma mala de mulher, ela parecia que tinha a casa na mala, a secretaria impecavelmente arrumada, parecia que tinha cruzado um furacão pela mesma mas que procura ela, nem percebi, será que ela tem licença de porte de arma e está a procura da arma? Continuo a ver intrigado, vejo ela a olhar com atenção para toda aquela tralha em cima da secretária meio em pânico mas que se está a passar, volta a sacudir a mala, desta vez com mais violência, já começo a pensar obviamente em fugir quando passa pela minha cabeça um batom a voar e por fim cai algo da mala que a deixa radiante, orgulhosa do primeiro premio do euro milhões.
Será que ela tem uma taser, os arrepios retornam, começo por reparar que a porta está fechada, começo a pensar como um criminoso fugido da prisão, cano de esgoto mais próximo para fugir daquela mulher ora possessa, ora criança, deve ter dupla personalidade, conheci uma louca e quer-me deixar louco…
E agora agita no ar um pedaço de plástico, que raio, olho para ela completamente em pânico, não sei o que fazer, e oiço a voz dela oferecendo-me metade de um chupa, metade de um chupa, rachar um chupa? Nunca na vida, roubo da mão dela o chupa e saio porta fora direto á casa de banho dos homens, lá estarei a salvo dela… Acho eu…

Miss Steel

Fica a dica meninas, para homens desastrados e com falsas esperanças, nada como 10 gramas de açúcar processado para lhes clarear as ideias e pô-los na ordem!

©Miss Steel 69letras 2017 

©Nmau Feitio 69letras 2017 

Deixar uma resposta