Tu és arte….

Uma sala repleta de arte, os quadros na parede tudo pensado ao pormenor,
vejo cada metro de exposição, até ao momento que observo uma verdadeira obra,
sim eras tu quem a minha frente aparecia.
Nunca jamais em tempo algum vi algo tão belo e angelical, olhaste sorriste,
senti-me uma peça deste museu a ser admirado por ti, vens ter comigo com uma conversa de circunstância
e eu observo-te de alto a baixo, cabelo apanhado, saia pelo joelho e uma camisa branca decotada,
nem te digo a vontade que me deu momentânea de ter ali despida para mim, pele clara és miragem demais.
Convidas-me a entrar numa sala reservada, e aí agarras-me pelo pescoço beijas-me, saltas para meus braços,
os mirós ali nos observam e nós perdidos desenhamos nossos corpos um no outro,
só o desejo e a tesão nos enchem de arte neste momento, cravo meus dedos no teu rabo,
pego-te e possuo-te sem pensar sequer que vai alguém entrar por aquela porta buscar algo
e se depare com este quadro de sexo e arte ancestral.
Saciamos nossas vontades, temos um magritte a frente com um cachimbo,
remete-nos para um cigarro, entregas-me mais um bilhete, gosto desse convite,
soube-te bem e a mim também, mas não repito quadros já vistos expostos apenas por momentos.
RiCco #69Letras

Deixar uma resposta