‘Tou c’a lua!

Linguagem forte | M18 ??

Quê que foi?! Estou chateada, amuada… A m£rda que queiras chamar…

Já me conheces, não olhes com esse ar de incompreensão… E nem ouses dizer “Tem calma, querida!”. Sabes bem que demónio acorda ao som dessas palavras!
Estou naqueles dias e não são do período, sabes bem, acho que controlas o meu ciclo melhor do que eu só para evitar enfrentar a fera…

É a lua, a porra da lua que se mostrou cheia e brilhante no céu e trouxe com ela todas as minhas inquietudes! Foi ela que trouxe a memória das noites em que iluminou os pecados, em que a vi reflectida no olhar, em que ocultou nas suas sombras todas as sensações que a luz traz…

Abandona-me, cresce e decresce, faz-te nova mas leva contigo este vazio de que me enches… Leva-o que ainda sinto o toque, ainda oiço o olhar que me diz tudo o que a boca oculta em beijos… Sim, a menina grita e cada vez que uiva à lua é em memória dos gemidos abafados, dos sorrisos impregnados de luxúria… De que me importa a carne a queimar, o sangue a ferver e a c@na a latejar se não estás lá para me dizer onde e como quero ser tocada e satisfeita…? Não, sim… Sou uma total depravada na busca do que o teu êxtase me deu a conhecer…

Mas enfim, estou aqui, sem dormir, a olhar a lua, à espera que ela me passe… Incoerente, inebriada e eternamente insatisfeita por ti…

©VickyM #69letras

Deixar uma resposta