Só para ti

Quando me enviaste aquele vídeo „Só de mim” foi quando percebeste que me perdeste.

Não tinhas esse direito!

Durante um ano mexeste com a minha cabeça e o meu coração. Cometi loucuras por ti. Amei-te, tentei… Esqueci-te – ou não? Era capaz de ter cometido mais loucuras por ti – por amor. Mas tu nunca me demonstraste que me querias. Agora que estou numa relação vens me confessar que afinal querias tudo o que eu queria. Mas não me ias deixar cometer as loucuras que eu ia fazer por ti. Mudar a minha vida por ti. Queres me mas ao mesmo tempo não – é isso? Porque raio agora? Dou por mim a pensar em ti, quando não o devia fazer. Queres que seja feliz. Por muito tempo desejei que fosses tu a fazer me feliz. E agora? Por um lado sei o que quero, por outro baralhas-me o sistema todo! Uma mensagem, uma imagem tua, um pensamento… tudo me afeta com uma intensidade que eu não quero admitir.

Diz-me o que devo fazer?

Peregrinus #69Letras

Deixar uma resposta