A Vicky sou eu… Se não fosse eu…

Não sou capaz de me descrever…

prefiro que me leiam…

É uma das maneiras de chegar ao meu âmago.

Sempre vi na escrita a melhor forma de me expressar, de me libertar…

A Vicky sou eu despida de todos os preconceitos,

regada de fantasias e memórias…

A Vicky sou eu… Se não fosse eu…

Deixar uma resposta