Será que sabias

Será que sabias que te amava se nem eu próprio o admitia,
será que sabias que procurei em mil faces o teu sorriso sempre em vão,
busquei em milhares de olhos o teu brilho, em milhares de peles o teu odor, o teu calor,
numa busca infrutífera pelo reencarnar da tua alma algures neste mundo,
será que sabias que quando partiste levaste contigo parte do meu coração que nunca mais se completou,
será que sabias no dia em que partiste, me ensinaste que a vida não existe nos planos de um futuro imprevisível,
mas sim nos momentos presentes, um dia de cada vez,uma hora de cada vez, um minuto na sua vez,
que a vida é frágil e célere mas também maravilhosa, um acto de magia em cada golfada de ar que nos preenche os pulmões,
em cada batida no peito de um músculo tão perfeito e tão forte, o teu , logo o teu que tinha que fraquejar tão cedo,
ainda tinhas tanto para dar ao mundo, tanto para me ensinar a mim acerca de mim próprio,
será que sabias que desde que te espalhei no mar dos meus olhos, mais nenhuma lágrima brotei,
será que sabias que na solidão ainda é a ti que recorro, que me consolas, que me sorris, que me abraças,
será que sabias que não estás presente mas ainda existes, que enquanto a minha mente for minha, na minha alma vais sempre habitar.
Em honra de todos aqueles que a doença leva antes do tempo.
Bastardo #69Letras

Deixar uma resposta