Pecado no condominio, 2. Parte

Texto erótico M/18

Ele pega-me pela mão e indica-me o caminho até seu quarto…

Como um verdadeiro gentleman o Sin, o meu “Sin”…

img_4486 
Abro a porta e acendo uma vela…pouca luz para que a penumbra do quarto se funda nos nossos corpos em tom de sensualidade.
Enquanto lhe seguro a mão, sinto-a transpirada! Sinal de que o desejo se fazia sentir!
Deixo-a entrar e fico a observar cada movimento seu. Enquanto se entretém a olhar para o aquário ao lado da cama, aproximo-me por trás, suavemente…

Tão suavemente que no meio do escuro não reparo no banco que “estrategicamente” fora ali colocado por algum Ninja da escuridão e…
Sin no chão!
Levanto-me num ápice como se nada tivesse acontecido (desejoso que ela nem se tivesse apercebido!) mas reparo que afinal, Miss Steel não consegue conter a gargalhada! Humpf!
Como um verdadeiro cavalheiro, não me contenho e sorrio também!
Foi quebrado o gelo!
Dirijo-me a ela…
Beijo o seu pescoço e sinto a sua pele a arrepiar!
Não percebi se foi um suspiro ou um gemido ao mesmo tempo que Miss Steel inclina a sua cabeça para trás como que a pedir mais…

img_4482
E eu dei-lhe mais! Entrego-me de corpo e alma a esse momento!
Mordisco-lhe as orelhas e vou descendo novamente pelo seu pescoço ao mesmo tempo que as minhas mãos seguram firmemente os seus delicados ombros para que os meus lábios e língua os encontrem!
-Adoro o cheiro da tua pele, Steel.
-Estás a deixar-me louca, Sin.
-Não te quero deixar louca! Quero que te sintas inebriada com o desejo que nos percorre o corpo! Quero-te molhada para mim!
iPod na dock!
“Crazy in Love” by Beyoncé, parte da banda sonora do tão aclamado “50 Sombras” em modo “repeat”! (aceitem a sugestão de a ouvir enquanto lêem o que aí vem…)
As minhas mãos percorrem o seu peito que demonstra sinais desta lascividade que se apodera fugazmente dos nosso corpos!
Aperto-os ligeiramente e agora sim, ouço alto e bom som o seu gemido!
Desço a minha mão até à sua cintura…
Levanto-lhe o vestido enquanto a minha mão percorre o teu sexo por cima das cue…, wow!!!
“Sem cuecas Miss Steel?”, pensei para mim.
Sentindo o calor que daí emana, sedento de desejo e vontade louca, acaricio-lhe levemente o seu “mons veneris”…
Viro-a para mim!
Olho-a nos olhos! Para aquele verde que me domina os sentidos e me conspurca o corpo em desejo de si!

img_4480

Assim que ele cai no chão nao consigo conter uma gargalhada de alivio. Afinal há mais como eu!
E estava ali à minha frente se deliciando com o meu corpo. Explorando cada milimetro do meu corpo com a sua lingua que nem uma cobra de volta da presa e…bolas! Esqueci-me de vestir cuecas! Ainda não lavei roupa esta semana. Boa Steel! Agora o homem vai ficar a pensar que és uma depravada sempre pronta para a acção.
Meu deus, que delicadeza como ele me beija e toca. Será que ele sabe o quanto me está a enlouquecer! Será que ele se apercebe que já pingo de luxúria ansiosa para que ele me invada o corpo e o espirito?
Auuu! Sabe! Pela maneira como aperta…
Sentia-me nervosa até ele me olhar bem dentro da alma. Que olhar profundo que me aquece o coração em toda a sua dimensão.
Um olhar cheio de entrega…
Assim me encontro disponivel e entregue ao seu prazer.
Começo por tirar-lhe o avental e MEU DEUS! NÚ! Também não deve ter lavado roupa esta semana…
O seu desejo por mim é mais que visivel! Se aquilo se estica mais parte-se…
Não aguento mais e atiro-me a ele com unhas e dentes! Mais dentes que unhas…hummm que pitéu!
Sacio no seu corpo todo o desejo que tenho em mim. Quero-o sentir a invadir não só o meu corpo mas como a minha alma também.
Faço ideia o que ele deve estar a pensar de mim. Mas não me consigo conter. Beijo-o, lambo-o, mordo-o enfim! Delicio-me com este autêntico manjar dos deuses.
Sento-me em cima dele e ahhhhhhh!
Inevitável…e tão mas tão bom…
Egoistamente acelero ao meu ritmo. Um bailar de vai e vem misturado com exploração de corpos e prazer. A loucura do momento apodera-se de nós e ambos gememos promessas de paixão.
– Quero-te tanto Sin!!
– És minha!
Não sei se gritei mas a satisfação em sentir alguém assim dentro de nós é puro ecstasy! Sinto-me completa! Sinto-me mulher! E sinto amada como nunca…
Seus olhos devoram-me enquanto eu me balanço no seu colo. Envolve-me no seu abraço e aí eu me derreto toda.
Dentro de mim, para mim e envolto em mim. Se eu morrer agora, morro feliz…
Suas mãos percorrem- me toda enquanto me penetra com toda a força e vontade que o seu corpo tem. A cada estocada sei que vibro como se tivesse ligada à corrente! Será que o meu corpo aguenta muito mais…

img_4483

Sinto que o seu corpo está no limiar da excitação!
-Ainda não Steel! Terás o teu orgasmo! Mas quando eu mandar! És minha! E esse orgasmo pertence-me!
Levanto-me da cama ao mesmo tempo que a trago comigo, ao meu colo, com as suas pernas enroladas à minha cintura!
Nesse brusco movimento, ouço-a implorar que não pare!
Encosto-a à parede e de uma só vez, penetro-a! Fundo! Tão fundo que grita de prazer ao mesmo tempo que me puxa ainda mais para ela!
-Sou tua! Tão tua! Faz de mim a tua Rainha e fode-me até perdermos os sentidos!
E naquele momento, o tempo parou! Só para nós!
E o nosso lado mais selvagem veio ao de cima!

img_4478
Os nossos corpos transpiravam ao mesmo tempo que o ritmo era aumentado numa sensualidade sexualmente desmedida! Steel e Sin já ali não estavam! Apenas dois corpos completamente fora de si, possuídos por sensações adversas, intensas e contundentes de prazer! Um completo êxtase de sentimentos enquanto as suas mentes vagueavam em completo negrume de discernimento!
E o orgasmo chegou!
O culminar de todo o nosso desejo explodiu num duplo grito de volúpia e caímos na cama! Ao lado um do outro!
Sem sequer conseguirmos estruturar uma palavra que fosse!
Apenas a respiração ofegante se podia ouvir naquele quarto do prazer!
Olhamos um para o outro…
-Steel?
-Sin?
-Acompanhas-me num duche?
-Claro!
Pego-lhe na sua mão suada de prazer e indico-lhe o caminho até ao chuveiro…
Como um verdadeiro gentleman, o seu “Sin”…

©Miss Steel 69letras 2017 

Deixar uma resposta