Não me deixes faminta

Não me deixes com fome…. não me deixes sozinha que eu sei o caminho para as tascas da rua… num instante estou nua chamando alcateias… não me queiras a meias, se o que quero é ser tua.
Sou puta da lua…. seja cheia e brilhante ou quarto crescente, crescente é a sede da sede dos outros… se eu tenho saudades… se me encontro perdida qualquer pontapé é carinho que baste… não me largues a mão, se esta mão é para ti, se o meu corpo te pede e a boca te chama, desfazes a cama …. não me deixes ao frio… que o frio é relento e nesta vontade sou eu que rebento…
Não me deixes faminta…

Marie #69Letras

Deixar uma resposta