Cat fight

Saldos!!!!! Simmm!!
Meninas aprumem-se! Primeiro dia de saldos é como o anunciar da primavera em pleno inverno chuvoso e friorento.
Calço as sapatilhas, visto os calções e lá parto eu na demanda das roupas que nos assentam que nem uma luva.
No caminho já começo a sonhar com todos os items que eu já ando a namoriscar à algum tempo mas que a carteira abruptamente se recusava a abrir para os trazer para casa.
1. Brincos e pulseira Swarovski( não é diamantes mas brilha tão bonito)
2. Conjunto lingerie intimissimi(branco ou preto? Eis a questão)
3. Sapatos de salto alto. ( porque a Steel em mim desespera para aprender a andar naquela porra)
4. Aquele vestido preto (que me assentava que nem uma luva, perfeito na minha silhueta de mulher que já deu à luz duas vezes)
Á porta do centro comercial! Respira fundo e prepara-te Steel!
Entro na catedral do pecado de cada mulher! Dirijo-me estrategicamente ao penultimo andar. Começar sempre de cima para baixo, estratégica definida por qualquer dona de casa.
E eis que me deparo com o tal vestidinho preto! Em saldos! Não aguento de tanta alegria! Mergulho na multidão feminina e procuro o meu número(por respeito à minha figura circular, não revelo o número).
Achei! Parece ser o unico! E parece estar preso…às mãos de outra!

– Lamento imenso mas este vestido é meu!
Digo-lhe eu da maneira mais simpática que me é possível.
– Dá de frosques loira burra que este já é meu!

A sério?!?

– Loira burra?!? Tira as patas com verniz retardado de cima do meu vestido já! Sua frustrada! Senão…
– Ahahahah senão o quê seu porta-chaves???

Senhores passageiros informamos que o avião acabou de descolar para a parvónia!

– Eu dou-te o porta-chaves!!

As minhas mãos lançam-se ao seu pescoço! Ela agarra-se às minhas mãos e dobra-se o suficiente para eu lhe dar uma cabeçada! E os primeiros esguinchos de sangue jorram no chão enquanto alguém grita pela segurança.

– Ah sua cabra!
– Tadinha! Fez dói dói?

Ela atira-se com toda a força a mim derrubando-me para o chão. Tenta me dar um murro mas desvio-me a tempo.
Mas mesmo assim não consigo evitar uma boa puxadela de cabelos.

– Aiiii!
– Senhoras então! Parem de imediato!

O gerente da loja interrompe-nos.

– Por mim tudo bem mas o vestido vai comigo.
– Oh sua porta- chaves! O vestido é meu!
– Não te chegou ainda, não?
– Mas estão a falar deste vestido?
– Sim. Nesse número!

Disseram as duas gatas assanhadas em uníssono.

– Senhoras! Temos mais exemplares destes neste número lá atrás no armazém!
– Ahhhh!

Bom…ao menos exercicitamos os espiritos!

©Miss Steel 69letras 2017 

Deixar uma resposta