A maldade anda por aí!

O ser humano é mau e cruel. Ele ofende, usa, tem duas caras, três ou mais. E de repente descobrimos mais uma outra face. É de cortar o coração.

Sempre tive mil e um defeitos e talvez tenha uma qualidade a roçar no defeito: sinceridade. Às vezes magoo as pessoas por isso. Outras vezes a mim mesmo, quando tenho que ser realista comigo (o mais difícil). Sinceramente ao que vou vendo por aí ainda me posso considerar boa pessoa…

A maldade anda por aí à solta pelos cantos, vivendo no nosso dia a dia. Não falo daquelas maldades estampadas na primeira página de um grande jornal, falo daquelas que a pessoa fala mal da outra por pura crueldade e inveja. Ninguém é obrigado a agradar ninguém, mas somos todos adultos e o jardim de infância já vai lá atrás. Então para quê gozar e magoar os outros, humilhar publicamente, denegrir a imagem de alguém… Dói cá dentro!!

Eu já estive dos dois lados – é triste reconhecer isso, mas já. Na minha infância e na pré-adolescência coleccionei apelidos. Desde “escadote”, a “pau-de-virar-tripas”, “CD no paralelo” (esta só quem é gago percebe), até a “caixa de óculos”! Uma autêntica biblioteca… Minha estratégia foi mudar de lado, mas depressa desisti… Não sei nem tenho perfil para gozar com alguém…

Que existe maldade no mundo não há dúvidas… que as pessoas desejem mal umas às outras também não… mas até onde chega essa maldade? Será possível desejar tanto mal a outrem que se acaba por realizar uma acção contra alguém? Sim, é possível. Infelizmente alguém muito próximo de mim está a passar por uma situação que a está a deixar inquieta e bastante triste, onde a estão a tentar humilhar e denegrir a imagem perante a entidade patronal através de acusações e falsos testemunhos. Bem tento dar o melhor conselho e acalmar mas no fundo sei que por muita força que tenhamos para “lutar” contra essas pessoas só mesmo o tempo vai resolver a situação. Calma e serenidade, sorriso nos lábios é uma boa estratégia. Ah! E um saco de boxe também!

Ainda bem que as coisas mudam… nós mudamos. Espero que pessoas que são como eu fui, mudem também. Pois, se uma coisa eu pudesse voltar atrás era poder jamais ter humilhado alguém. Hoje procuro entender sempre os dois lados. O que faço é estender a mão quando precisarem e acreditar de coração. ou simplesmente ignorar! Também resulta!

A única coisa que podemos fazer nesses casos é esperar a hora de poder ajudar. Sim, ajudar é a luva branca que se bate na cara de quem te humilha, seja lá da forma que for. Só eu sei das coisas que passei nessa vida mas de tudo o que mais me entristece é a criancice e maldade de quem não se espera.

“Se as pessoas foram feitas para serem amadas, e as coisas para serem usadas, porque amam as coisas e usam as pessoas?” – Dizem que é do Bob Marley mas eu quero acreditar que é de uma pessoa que não sabe ser maldosa nem rancorosa.

O Vizinho #69Letras

Foto: Pinterest

Deixar uma resposta