Vamos namorar?

– Amor, vamos namorar?
– Deixa só chegarmos a casa.
– Não! Quero namorar no carro!
– Steel mas estás doida? É de dia.
– E? Namorar tem hora do dia?
– Não.
– Preciso de marcar uma hora para namorar contigo?!?
– Claro que não! Mas aqui no carro toda a gente vê! Queres que me vejam nú?
– Não, nem quero que me vejam a mim! Mas para namorarmos não precisamos de despir.
– Ai Steel, essa cena só de roça roça não é para mim! Eu não aguento ter um mulherão destes a roçar-se em mim e eu nada…
– Vá lá! Só uns beijinhos. Uma caricia, tu gostas!
– Hummm. A tua sorte é que eu adoro beijar-te!
– Oh meu amor!

Beijos prolongados e apaixonados. Passa-se a mão pelo cabelo. As caricias aumentam. Os dedos abrem botões.

Sem saber, já as bocas não se saceiam só com a arte de beijar mas sim tambem de lamber e acima de tudo saborear a pele um do outro.
Deliciarmo-nos com simples gestos. Um toque ao de leve, que arrepio!

A arte de beijar domina-se na perfeição quando a prática é muita, certo? Então, vamos nos entregar num beijo daqueles que nos tiram o fôlego e nos fazem parar no tempo.
Daqueles que jamais nos esquecemos e submite-nos ao desespero do desejo.

A intensidade aumenta, os corpos vibram ao som de um doce beijar gemido.
– Quero ir para casa! Já!
– Mau! Chateaste-me a cabeça que querias namorar no carro e agora queres ir para casa?!
– Tinhas razão, isto de roça roça dá uma fome!!!

©Miss Steel 69letras 2017 

Deixar uma resposta