Sobre a mesa

Texto Erótico|M18

Deito-a com suavidade sobre a mesa rústica, de madeira, prendendo-lhe os pulsos e os tornozelos, com algemas de veludo.
Nua….
Vulnerável….
Na minha mesa, à minha mercê… Hummm….
Jeans pretos e roçados, é tudo o que me cobre a pele e já sinto a erecção a formar-se, só de a observar. Opto por não a vendar, quero ver todas as expressões do seu olhar.
Beijo-a ao de leve, o seu hálito sabe a menta.
Da garrafa de Porto, que tenho na mão, caiem gotas para o seu corpo. Passo a língua, ela reage gemendo baixinho. Hoje não uso gelo. Hoje tenho compota de morango, que lhe passo nos mamilos. Chupo-os até os deixar rijos e doridos, até ela revirar os olhos e morder os lábios….
Coloco-me em frente às suas pernas abertas, que a expõem a mim…. Clitóris erecto e inchado, que aperto entre os dedos, fazendo-a ter um espasmo. A sua parte interior, tão rosada, tão húmida… Cada vez tenho mais tesão…. Toco-lhe com os dedos devagar, apenas à superfície. O corpo dela tenta vir de encontro aos meus dedos pedindo mais intrusão em si. Aos poucos satisfaço os seus desejos, vou penetrando com os meus dedos o seu lugar sagrado do prazer, sempre ao mesmo ritmo até a deixar no limiar.
Tenho necessidade de sentir o seu sabor… Passo a língua do ânus ao clitóris e sinto o seu sabor almiscarado, e delicio-me com o seu orgasmo, com o seu grito do fundo da alma, com o seu corpo que não pára de tremer….
Liberto-lhe os pulsos, os tornozelos e possuo-a com uma necessidade infernal de me satisfazer no seu corpo, tão perfeito no meu.

Beijinhos
The Oyster #69Letras

 


Deixar uma resposta