Noite marcada…

Hoje em modo de gata assanhada, menina doce e safada, misturo esta minha doçura, a uma louca travessura, e com toda essa loucura, acordei para te provocar, prepara-te meu querido, que hoje vais implorar.

Abro-te a porta de mansinho, empurro-te contra a parede, dispo-te com as mãos e o olhar, sentes-te acrobata sem rede, mas adoras este meu abordar, e com o meu instinto felino, desafio o teu destino, quando te amarro com carinho, hoje as unhas vou soltar, a gata que há em mim vou libertar, e sem disso esperares, para sempre te irei marcar.

Numa noite a não esquecer, faço-te tremer de prazer, toques por ti nunca imaginados, desejos nunca revelados, deste meu eu que oculto, e faz do teu corpo o meu culto, que venero com paixão, ao limite do teu ser, sem nada poderes fazer, entras em erupção, tal como um vulcão, explodes quente de prazer.

Como gata dócil que também sou, dei-te a provar um pouco de mim, mas a ti também me dou, liberto-te de tudo o que sou, rendo-me e entrego-me a ti, entre mimos e carícias, sabores de todas as cores, em paleta de delícias.

E em modo de gata assanhada, meio louca e destravada, sem tu sequer esperares, esta noite no corpo e alma fica marcada.

Miss Kitty #69Letras

Deixar uma resposta