Uma substituição excelente

Texto erótico/M18

São 19 horas e lá vou eu para a aula de economia como sempre. Atrasada, como sempre. Despenteada a correr pelos corredores, como sempre.
Trinta segundos antes do segundo toque e eu a entrar esbaforida pela sala de aulas adentro! Ah ! Ainda não é desta velhote! O professor de economia detesta-me! Desde que lhe despejei  o raio do chá no jornal que o homem nem me pode ver à distância. Ou foi depois de lhe ter rasgado o diploma sem querer junto com o papel velho? Bom, digamos que não caí nas boas graças do senhor. E por falar em cair, lembram-se de eu entrar apressadamente na sala de aulas, 30 segundos antes do segundo toque? Está-se mesmo a ver!

-Já cá estou Aiii!!
Mais uma vez, Miss Steel a abraçar o chão…

– Magoou-se? Precisa de ajuda?
Voz doce? E jovem? Bolas querem ver que estou na sala errada?
-Estou bem obrigado. Mas estou na aula errada…

Uau! O meu ser interior grita alarme! Sensualidade ás 12 horas, camarada!
-Não está na aula errada. Sou o professor substituto.
Ai que excelente substituição! Com uma substituição destas qualquer equipa marca golo.
-Vá para o seu lugar, por favor.

Hummmm sim! Quer que ponha de quatro no chão ou deitada na secretária?
-Sim, senhor professor.
Ai Steel, o que tu não farias com aquele corpinho moreno! Fazer contas, decerto que não. Enquanto me perco naquele olhar escuro e penetrante, começo a roer o lápis…pffff sabe mal.
– Miss Steel, está tudo em ordem consigo?
-Sim, senhor professor porque não haveria de estar?
E eis que soa o alarme da vergonha!
-Porque a menina ainda não parou de gemer desde que se sentou e está com cara de quem lhe dói alguma coisa.
-Ah nada disso…é só uma questão feminina…é.
Brilhante Steel! Toda a turma vai ficar a pensar que tens dores menstruais!
-Folgo em saber…ou não. 

Boa Steel, agora a brasa em forma de homem ficou a pensar que sofres de algum síndroma qualquer…
A aula continua e continuo fascinada com os olhos escuros daquele homem. E as mãos…ai meu deus! Que mãos. Imagino todas as mulheres onde por onde aquelas mãos já andaram. Quantos corpos percorridos num mar de prazer e luxúria. Aposto que um homem destes deve gostar de preliminares. Hummmm lambia-o todo! De cima a baixo. Encostava-o contra o quadro e chupava-o todo até secar!
-Miss Steel? De certeza que não quer ir para casa? Começo a preocupar-me consigo.
-O quê? Não! Estou bem. Isto não é nada. Não se preocupe.
-Caso não melhore, posso levá-la a casa.
Oh mulher tu estás a morrer!
– É muito gentil da sua parte mas não se preocupe.
A aula está quase a terminar. E este macho latino a dançar na minha imaginação. Ai que vontade de puxá-lo pelos cabelos para mim e beijá-lo…e beijá-lo…de contra o quadro, em cima da secretária e até a fazer o pino caso ele o desejasse! Ai homem quem me dera levar-te para casa e fazer de ti um mestrado de cama!

-Miss Steel? MISS STEEL?
-Sim diga, desculpe.
-A aula acabou ! Arrume as suas coisas e dirija-se ao parque de estacionamento da escola.
-Mas eu tenho mais aulas…
– Por hoje chega. Além disso quero que se prepare para o que aí vem !
Já sei! Os exames finais.
-Nada disso Miss Steel! Vou pô-la de quatro no chão , deixar que me puxe o cabelo e que que me lamba todinho!
Sabem aquele som que lembra a cigarras num monte numa bela tarde de Verão? A minha barriga fez igual!

Aiiiii Steel não tens remédio mesmo…

©Miss Steel 69Letras 2017 

Deixar uma resposta