Senta-te aqui comigo… 

Vem…

Senta-te aqui comigo. 

Vamos demoradamente viajar entre as palavras do silêncio.

Vamos olhar-nos como da primeira vez. 

Vamos sentir o frio da pedra que penetra em nós enquanto o nosso silêncio nos aquece. 

Vem…

Deixa-me sentir o teu coração bater. 

Deixa-me olhar os teus olhos que me enchem de vergonha e embaraço.

Vem…

Senta-te aqui comigo.

Perduraremos na tarde soalheira e fria.

Sentiremos juntos o agridoce da estação fria.

No silêncio trocaremos palavras em desalinho constante num bater arritmado dos nossos pensamentos.

Vem…

Vamos recordar o que de melhor tivemos.

Vamos viver este momento.

Vê…

Vê como o meu olhar sente ternura e carinho por ti.

Vê como as minhas mãos não param de tremer por te ter aqui.

Sente…

Sente como enches a minha alma de paz enquanto falas com a tua voz doce

Sente como a tua silhueta, aí, sentada, me provoca desejos de te ter.

Mas só por agora.

Neste momento.

Vem…

Senta-te aqui comigo.
Guerreiro 
Foto Original by Guerreiro 

Deixar uma resposta