Que Quer Esta Mulher De Mim?

Nunca vais conseguir saber*.

Há milhentos artigos e livros sobre o que as mulheres querem, do que as mulheres precisam, e falam de famílias, e de machos-alfa, e de novidades na cama, e de estabilidade financeira, e de projectos de vida em comum, e de espaço para cada um ter os seus próprios amigos e os seus próprios interesses, e de manter a forma física, e de trinta por uma linha**. Mas na verdade, se alguém soubesse, se as pessoas fossem seres unidimensionais e previsíveis, não eram precisos livros.

Mas não sabes. E, não sabendo, mais importante que saber o que ela quer é saber o que lhe podes dar. E o que lhe podes dar, o que lhe deves dar*** é isto, e tem só 9 regras:

Regra #1: Diz-lhe a verdade, tanto nas coisas mais importantes como nas coisas aparentemente mais pequenas. Se a amas, diz-lhe, sem jogos, sem medos. Se não gostas do arroz de gambas que ela faz, diz-lhe – se não disseres ela vai continuar a fazê-lo da mesma maneira, convencida que é assim que tu gostas. E se lhe tiveres de dizer “não te consigo dizer se pareces gorda com essas calças, porque quando olho para o teu rabo só me dá é tesão”, diz.

Regra #2: Dá-lhe respeito. Não é só respeitá-la, é mostrar respeito, na prática e de maneira que ela saiba. Se não respeitas a mulher que escolheste, então não respeitas as tuas escolhas, o que implica que nem sequer te respeitas a ti, e se não te respeitas não mereces respeito. Espiral descendente, e está tudo estragado. Simples, não?

Regra #3: Dá-lhe prioridade – não é dar-lhe importância, é dar-lhe prioridade, a prioridade que vem do facto de ela ser a mulher que escolheste partilhar um amor, uma vida. Não é uma prioridade cega, não precisas de sair do banho a correr para ir dar uma opinião sobre as cortinas novas, isso pode esperar dez minutos – mas se precisares de sair do banho para ir matar uma aranha gigante, sai. Se achares que ela abusa, diz-lhe, e vê o que ela diz. Ver Regra #1. E atenção à #2.

Regra #4: Prefere-a. Prefere a companhia dela à de outras pessoas. Sem prescindir da de outros, é preferir, não é trocar. Prefere a opinião dela à de outras pessoas. Ouvindo os outros, mas fazendo questão de a ouvir a ela. Prefere olhar para ela a olhar para outras. Não precisas de fingir que és cego, achar que as outras são feias ou que não reparas nelas, ela precisa é de saber que a preferes a ela. E que não a preferes porque a escolheste e agora já está, mas que a preferes a ela todos os dias, que é uma decisão consciente e reiterada. E que ela saiba, e que ela veja, e que ela note.

Regra #5: Deixa-a entrar. Deixa-a perceber quem és, o que pensas, do que gostas. Não te feches num casulo, não a obrigues a adivinhar se lá dentro está uma borboleta ou uma lagarta ou coisa nenhuma. Especialmente não a deixes de fora de sítios onde deixas entrar outras pessoas. Ela é uma mulher, não é uma criança nem um alien. Ela consegue entender que gostas de porn se lhe explicares, e que jogares jogos online é uma forma de descansares a cabeça fechando lá fora as preocupações do dia. Tens é de lhe dizer. Pode ser devagar, mas deixa-a entrar.

Regra #6: Interessa-te por ela, por quem ela é, pelo que ela gosta. Não precisas de gostar, nem precisas de dizer que gostas – aliás, nunca lhe mintas – ver Regra #1. Se ela te disser que gosta de Tony Carreira, até lhe podes dizer que detestas – ajuda se explicares porquê – mas é completamente diferente saberem que gostam de coisas diferentes, e até tentarem encontrar terrenos comuns, de ela ter a noção de que tu nem sabes que séries ela vê, de que livros gosta, que músicas ouve no carro, se detesta passar a ferro, se não gosta de usar saias embora use porque tu gostas.

Regra #7: Dá-lhe valor, e ajuda-a a valorizar-se. Não faças coisas por ela por a achares incapaz, nem nunca a trates como menos que tua igual em nada. Naquilo em que fores melhor, naturalmente chegarão a essa conclusão, e é possível que ela até dê assim mais valor a isso. Mas o contrário também. Incentiva-a a ter interesses e a desenvolvê-los, a aprender, a contar o que sabe, o que aprendeu. Há milhentas coisas de que ela sabe de certeza mais que tu. Dá valor a isso, e nunca a menosprezes. Incentivares a mulher que amas a tornar-se melhor é – visto da forma mais egoísta possível – um investimento, ficas com uma mulher melhor, e certamente mais feliz.

Regra #8: Melhora-te. Resolve-te, resolve a tua cabeça. Valoriza-te. Aprende a ser feliz sem muletas, aprende a ser feliz ao lado dela e não às costas dela nem com ela ao colo. Melhora-te, aprende, experimentem juntos. Aprende a lidar com os teus problemas, partilha-os, pede-lhe ajuda se conseguires, mas pelo menos explica-os. Não descarregues os teus problemas para cima dela, não sejas seco para ela porque tiveste problemas no trabalho. Explica. Conta. Diz que tiveste um dia mau, que estás stressado, pede que ela te avise se nesse dia o teu tom de voz ou as tuas palavras não forem as melhores, que não tem a ver com ela, mas sim com a tua dificuldade em separar as coisas. E aprende, e melhora, pede ajuda para melhorar. É a tua mulher, ela sabe que tens borbulhas nas costas e um tomate maior que o outro, e está aí ao teu lado. Não aches que não tens problemas a resolver nem nada a melhorar, nem que tens de fazer isso tudo sozinho. A responsabilidade de te melhorares a ti mesmo é tua. Mas ela tem de saber que percebes os teus problemas e te esforças para melhorar. E tem de ver resultados.

Regra #9: Falem. Em todos os outros casos, falem. Para tudo o resto, falem. Na dúvida, falem. Sem dúvidas, falem.

Se fizeres isto tudo e não funcionar, um conselho: está-te nas tintas para o que ela quer, não é a mulher certa para ti.

Não é preciso entender as mulheres, basta entender uma: a certa.

Just follow the rules, and you’ll know.

* Depende das mulheres. Regra geral, sem que ela te diga, nunca vais conseguir saber. E fazer com que ela te diga também pode não ser fácil. E mesmo que ela te diga, também não vai ser fácil entender.

** Muitos deles estão na mesma prateleira que outros títulos fundamentais para a vida, como “O Karaté em 10 Lições”, “Como Ser Feliz Coleccionando Cupões De Descontos” ou o “Guia Prático do Alpinismo”.

*** As regras são aplicáveis em todas as situações. Muitos homens pensam que regras deste tipo só servem para relações duradouras, mas eu digo que como nunca se sabe quanto tempo uma relação dura até ela acabar, mais vale segui-las sempre e desde o princípio. Aliás, qualquer uma delas é tão importante num one night stand como numa relação de dez anos. E, pessoalmente, ou bem que acredito nas coisas, ou não acredito, e se acredito que estas regras são boas, não as vou aplicar às segundas quartas e sextas e fazer o contrário às terças quintas e domingos…

 

In: Blog Menino de Sua Mãe

 

O Vizinho #69Letras

Deixar uma resposta