Poderia ser uma Pleasure Room, forrada a cabedal vermelho, correntes penduradas e acessórios para nosso belo prazer…mas não!

 

be04c877-c900-49d3-83fa-eff7de653574

 

Texto Erótico|M18| Abro-te a porta…
Não só da minha casa…mas também da minha alma…
Fazes aquele olhar que só tu sabes fazer… Sim, esse! De menina inocente que incendeia o mundo!
“Olá…” dizes tu. Uma palavra tão simples que me fez estremecer por dentro…
E tu sabes como fazê-lo!
Pousas a mala, de costas para mim…
O teu rabo empinado faz-me engolir em seco…
Que magia é essa que possuis e que me invade? Me domina o corpo…me faz estremecer a alma…
Dás-me a mão, puxas-me em direção à sala… Poderia ser uma Pleasure Room, forrada a cabedal vermelho, correntes penduradas e acessórios para nosso belo prazer…mas não!
É uma sala comum…como qualquer outra sala.
Um sofá…
Uma lareira…
Um candeeiro…
Uma mesa com televisão…
Uma carpete enorme…fofa e convidativa…
Uma mesa de sala…
Huuummmmm….a mesa!
Puxo-te para mim! Gemes! A tua respiração fica mais ofegante! Olhamos para os olhos um do outro… Nem precisamos falar! Os olhos falam por si! As minhas mãos na tua cintura fazem-me sentir-te minha!
Lentamente os nossos lábios encontram-se…
Puxas-me para ti como que a pedir mais…muito mais…
Há beijos que não se controlam! Assim como há beijos tão loucos e selvagens que quase nem precisamos foder!
Este é um misto dos dois!
Meu Deus! Nem sabia ser possível!
Mordisco-te o lóbulo da orelha e o pescoço enquanto o teu corpo treme e te arrepias…
Encostas-te a mim e sentes que estou “ansioso” por ti!
Beijo-te as mamas!
Enquanto deixas escapar um gemido de prazer, enfio a minha mão nas tuas cuecas!
Estás tão molhada! Anseias que te foda! Tal como eu te anseio possuir!
Sentes desviar as tuas cuecas da Minnie…embora madura, usas-as para te dar o ar de menina traquina…
Sentes dois dedos dentro de ti! Gemes ainda mais alto…mais descontrolada…
Já não sabes onde estás…
Já não sei que realidade é esta…
“Sou tua!” dizes-me baixinho ao ouvido em tom de desafio!
Viro-te de costas para mim!
Debruço-te sobre a mesa com uma mão no teu pescoço enquanto a outra te arranca as cuecas! Com força!
Gritas!
Penetro-te de uma só vez!
Gritas de dor e prazer!
Penetro-te novamente!
Com força! Cada vez mais!
Uma…e outra…e outra…
Tantas até gritares bem alto que és minha!
“Fode-me! Com força! Sou tua! Sou tão tua! Vem-te para mim!!!”
Desligados de tudo o que nos rodeia, entramos em êxtase…
Num Éden só nosso…tão nosso…
E vimo-nos…num só grito de prazer!
Debruço o meu corpo suado sobre o teu…
Ficamos assim…
Molhados…suados…e em completo apagão de sentidos…

 

7th Sin

Deixar uma resposta