Pelos olhos de Daido

 

“Olá, eu sou Daido, e tu?”
Eu sou Mar, sou nova por aqui. Podes-me mostrar a cidade?

“Claro que sim. Mostro-te pelos meus olhos. Bebe o café e vamos… Mas previno-te: eu sou um mero espectador do que me rodeia. O meu único filtro é o meu olhar. Podes não ver o que vejo”

Eu aceito o desafio. Café bebido, vamos!

daido

“Conseguiste ver, Mar?”

Sim.. vi tudo e quero mais. Mais e mais… O teu olhar é parecido com o meu mar, cá dentro, sabes?

“Esta cidade é muito grande e complexa, Mar. A aventura ainda agora começou..”

mArt

 

 

Deixar uma resposta