Esta Mulher é Fogo!

Texto Erótico|M18

Chego a casa, exausta de mais um dia de trabalho…
Tiro os sapatos e mando-os para o canto, vou até à sala e ligo a música… “C4Pedro – Essa mulher é fogo”, aumento o volume… Vou caminhando em direcção à casa de banho e vou deixando a minha roupa espalhada pela casa. Chego à casa de banho já despida e abro a água… Precisava tanto daquele banho, de sentir a água a invadir o meu corpo, de sentir o calor que se instalava na casa de banho… Entro na banheira e deixo a água tocar-me, percorrer cada centímetro de mim… Estava no meu momento zen. Música e banho… não precisava de nada mais.

Ouço um barulho estranho mas não liguei pensava eu que seria da música, esquecendo-me de que tinha deixado a janela aberta, morando eu num R/C…
Estou tão descontraída até que sinto algo me tocar, olho para trás com bastante receio e o meu espanto quando alguém me tapa os olhos com uma venda e fico ali vulnerável. Assustada tento perguntar quem era mas sem sucesso, e aquele perfume… Eu conhecia aquele perfume… “Sshh.. Relaxa..” diz-me. Sou encostada à parede, as mãos daquele desconhecido com perfume conhecido invadiam o meu corpo, a sua boca lambuzava o meu pescoço… Sentia-me excitada mas a curiosidade de saber quem me tocava estava a perturbar toda a excitação. Pergunto o que queria e quem era pois aquela voz não me é desconhecida… Mais uma vez sem sucesso mas desta vez tenta me calar enfiando o seu membro na minha boca… Foda-se já nem quero saber quem é com tamanha excitação só quero que me foda.
Chupo-lhe o membro com movimentos delicados, ouço uma respiração acelerada…. Sinto os seus dedos a entrarem na minha cona enquanto com outra me agarra o meu peito.
Uuhuh como estou a gostar deste desconhecido. Estávamos os dois tão quentes, 69 era a nossa posição até sentir água fria a cair nos nossos corpos quentes… Senti um arrepio tão estranho mas ao mesmo tempo tão bom, toda a minha pele estava arrepiada. Ele sai de perto de mim e levanta-me, agarrando o meu cabelo dobrado-me para que eu fique debruçada e para que a água continue a esfriar os nossos corpos. Entra em mim com toda a sua tesão e em movimentos lentos faz-me soltar um gemido, e aí começa a acelerar, a sua mão aperta o meu rabo enquanto a outra me agarra a cintura e me aperta contra a sua barriga para me poder penetrar o mais fundo possível. Vira-me para ele querendo-me ao seu colo, pega nas minhas mãos e ajuda-me para que eu agarre o varão das toalhas, é lá que me apoio enquanto no seu colo cavalgo loucamente até chegamos ao grande momento… agarra-me e mete-me de joelhos onde me mete mais uma vez o seu membro na minha boca onde derrama todo o seu leite… Tento tirar a venda mas agarra-me as mãos largando-as assim que se afasta… Rapidamente alcanço a venda e tiro-a rapidamente, queria ver quem era aquele safado que de mim teria abusado.  Saio da banheira a correr vou em direcção da janela, vejo alguém a saltar e apenas consigo ver uma parte de uma camisa preta….

O desconhecido do perfume conhecido e de camisa preta usou e abusou de mim e eu…
Eu gostei tanto que deixarei sempre a janela aberta esperando que me invada vezes sem conta….

 

Little Patrice

Deixar uma resposta