Afetos… 

Há dias em que o corpo treme e reage pedindo carinho e atenção e o calor de outro corpo, só mesmo pela sua presença, e o saber que está ali connosco.

A pele implora pelo toque, que mesmo sem sentido ou sem querer e por mais leve e suave que seja, a faça sentir aquele arrepio inexplicável.

A boca anseia pelo beijo doce e intenso que lhe roube o fôlego e que desperte todos os sentidos e os deixe em alerta, quando o corpo reage a esse beijo.

Há dias assim, em que não é fazer amor que nos sacia, bastando somente o conforto deste sentimento de protecção, companhia e cumplicidade.

São dias mais tristes e sombrios, carentes de afectos, de mimos, em que qualquer gesto, palavra meiga ou carícia nos conforta e nos deixa com um sentimento de segurança e tranquilidade que por si só já clareia esses dias.

Porque não será só o sexo que importa e que faz falta, não sejam parcos de afectos nem de gestos sentidos e assim a vida será muito mais leve, simples e tranquila…
Miss Kitty

Deixar uma resposta