Hoje de nós só restam memórias…

12993585_1683838288528568_2884248122025390381_n

O dia está chuvoso, ouço a chuva a bater na janela do meu quarto, estou deitado na minha cama, onde te vi dormir, onde te amei, onde me apaixonei tantas e tantas vezes por ti.

Dizem-me que este sentimento a que eu chamo de amor por ti é obsessão… Talvez seja, talvez esteja doente.

Começo a achar que tu és a minha doença crónica e não faço a menor ideia de como a amenizar.

Passe o tempo que passar, será sempre difícil lidar com a tua ausência, haverá sempre algo que me recorde de ti, por mais insignificante que seja, estou a aprender a viver sem ti, há coisas que levam tempo.
Tornaste o amor algo grandioso para mim, elevaste as emoções a um nível altíssimo e foste sem dúvida a parte mais sublime da minha história vivida até então.


Fecho os olhos e consigo rever aquela manhã em te deixei a dormir na minha cama, para ir trabalhar, cheguei atrasado, lembraste?, porque não conseguia deixar-te, queria um beijo atrás de outro, fiquei a olhar-te da porta, era tão viciado em ti, voltei atrás, roubei-te uns quantos beijos, dei-te um abraço bem forte e disse que te amava, fui-me embora e como sempre, eu fui mas o meu coração ficou contigo, levei comigo o sorriso mais parvo e apaixonado que alguma vez tive, a tua imagem na minha mente e morri de saudades tuas o resto do dia.


Hoje de nós só restam memórias, saudades e este amor solitário que tenho por ti.

SilentSoul #69Letras

Deixar uma resposta