E se eu entrar! Parte III

Musa10

Texto Erótico|M18
Parte III
E sem demora, sinto as suas mãos agarrarem-me pela cintura, fazendo me encostar rapidamente ao seu corpo despido e quente. Sinto os nossos perfumes misturarem-se e de seguida sou devorada por um beijo, o beijo torna-se inflamável, quente….molhado…DELICIOSO!!
As nossas línguas cruzam-se, e depressa se conhecem, ficando a conversar entre beijos que se mordem. No seu rosto espalho o batom que outrora coloquei com todo o requinte. Passo as minha mãos pelo seu peito, subo ao seu pescoço, puxo-lhe o cabelo que não é muito comprido, fico fã da sua barba cerrada!
Causa-me arrepios à medida que a vou sentindo descer pelo meu pescoço, depressa os seus beijos vão mudando de local.
Excita-me a forma como me segura com a mão debaixo do meu queixo, agarrando-me a outra mão, deixando me sem movimento.
Desaperta os botões da minha gabardina, e solta um uivo de prazer, quando percebe que não trago mais nada vestido.
– Uiii, deixas-me louco com a tua indumentária. -Diz ele. Olhando para mim lascivamente.
A sua pegada é tão selvagem que me deixa totalmente molhada, e após sentir a sua mão a massajar-me o clitóris, fico ofegante nem consigo falar, parece que os nossos corpos já se conhecem e, que apenas continuam algo que iniciou algures no tempo.
Não me consigo conter e meto a minha mão dentro dos seus boxers, onde sinto o seu pénis, duro, grande, molhado, a latejar de vontade.
Mas com vontade fico eu e não resisto em chupa-lo e sentir o seu sabor, até que ele firmemente me abre as pernas e me encaixa nele, na tentativa de me deslocar até outra divisão da casa. Está calor e eu estou em brasa com esta inesperada recepção. Já sentado na sua poltrona preta aveludada, meto-o dentro de mim e cavalgo-o sem vontade de parar!
Ele aperta o meu peito… sente-me arrepiada, e beija me um peito e depois o outro…aumentando ainda mais a minha sensibilidade. Que loucura!!!!, estou em fogo e sem vontade de parar de o conhecer, já nem trocamos palavras, pois os corpos suados diziam tudo!
De repente sinto-o a virar-me, dou por mim já no chão da sala, onde me lambe majestosamente, elevando-me ao céu, e de imediato tenho um intenso e molhado orgasmo. Mas ele não pára. Coloca 2 dedos dentro de mim, eu arqueio as costas a cada toque, em simultâneo aperto as minhas mãos nele, mas depressa ele me diz:
– Ainda não conheci todo o teu corpo e o meu pénis insiste em te sentir toda de uma vez, cada vez mais molhada! O teu corpo tem fome de mim, e nem tentes negar!
Eu nem consigo responder, estou em espasmos de prazer, sabia que qualquer 69 é inigualável, mas sentir um deles.
Fazer parte de um momento na 1ª pessoa, é divinal! O sorriso dele é delicioso, está adorar ver toda a minha satisfação, até parece que tinha tudo planeado!
Bem só sei que depois de nos cumprimentarmos, acabamos por adormecer no chão da sala tal foi o entusiasmo da recepção! Quando acordei, levantei-me vesti a gabardina e saí porta fora!
Qual dos 69’s se tratava? Ah! não sei e nem quero saber…!
Apenas tenho uma certeza. Irei regressar….
MUSA #69Letras

Deixar uma resposta