DÓI TANTO!

received_1204755372891402.jpeg

Dói tanto, mas tanto…
Conduzir em direcção diferente…
E no banco do pendura…
Ter-te de mim tão ausente…
Dói tanto, mas tanto…
Não poder inverter a marcha…
Que vontade de te esperar…
À porta de tua casa…
Dói tanto, mas tanto…
Conduzir em sentido oposto…
E não poder controlar…
As lágrimas no meu rosto…
Dói tanto, mas tanto…
O caminho que agora faço…
Que me distancia…
Cada vez mais do teu abraço…
Dói tanto, mas tanto…
Enfrentar esta noite vazia…
Onde eu só penso em ti…
Até ao amanhecer do dia…
Dói tanto, mas tanto…
Não consigo suportar…
Saber que amanhã…
Não te vou poder beijar…

POETA SOLITÁRIO

Deixar uma resposta