Seria suposto sermos par?

image

Pergunto-me se nos momentos em que sou absorvida pelas horas que juntos preenchemos se também te encontras perdido nessas mesmas memórias. É terrível imaginar que estamos sozinhos num sentimento criado por dois e só existir saudade num impar quando seria suposto sermos par. Seria suposto sermos par? Já não sei. Tu sabes que tenho sempre resposta para tudo, neste momento estou apática, sei lá eu como agir ou o que pensar? Preciso de ti. Que me ajudes, que reveles o que queres ou até mesmo o que não queres. Não consigo estar na dúvida, nem nesta inquietação… treme o corpo, treme a alma, os meus pensamentos atrapalham-se na ansiedade e nem a respiração me ajuda acalmar. Precisamos de falar dos sins e dos nãos, do que é e não é. Ou então não precisamos de falar nada mas continuar a deixar fluir… mas fluir em que sentido? Continuação de um depois ou final. Estou preparada para os fins, já não os temo mas o mesmo não se aplica ao mistério das dúvidas. É um impasse, deste conta dele, ou é maluqueira minha? Tenho as perguntas, tu tens as respostas, vamos conversar? Porque se é para te deixar ir, então vai, não te prendo, mas se é para ficares, tens de falar.

Deixar uma resposta