Se antes tudo era colorido agora é preto e branco.

image

Se  antes o vento me acariciava, hoje despreza-me, passa por mim não me vê e não me agarra.
Se antes os cheiros me encantavam, hoje não os exalo, são indecifráveis não se agarram à minha pele nem me libertam o paladar.
Se antes o que os meus olhos viam me emocionava, hoje as imagens não se destacam, tudo parece uma névoa de confusão, banal nada de maravilhoso.
Se antes as pessoas eram por mim admiradas, hoje olho-as mas não as vejo, atravesso-as. Oiço-as mas não as escuto, ignoro-as.
Se antes tudo era colorido agora é preto e branco. Tudo igual, um ciclo de repetições, mudam os nomes mudam os rostos mudas tu e assim continuamos nós a sonhar com o dia em que ao acordar seja seguro sentir o vento, a paisagem, os aromas, as pessoas, o mundo e amar.

© ?Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2016

Deixar uma resposta