Não sei qual é o tema do teu silêncio.

image

Confesso que o teu silêncio me está a custar, mas também te ofereço ausência de palavras nesta tentativa abrupta de tentar compreender tudo o que estou a sentir. Não sei qual é o tema do teu e se devo parar de sentir porque queres ir ou se o teu sossego tem o mesmo nome do meu. Não me recordo de estar tanto tempo sem notícias tuas, é  novidade para mim, tudo o que posso fazer é deixar-te um beijo e esperar que queiras voltar. Tenho tanto para te dizer, mas abstenho-me de o fazer, não sei se deva ou até se posso. Queria rasgar a minha pele e expor-te o meu interior, para que olhes para o meu coração o agarres na tua mão e o segures para nunca mais largares. Se ainda sentisses tudo isto… se ainda eu fosse o teu sol quando estou e a chuva quando vou como tu és para mim…! Aí sim! Entenderias como me sinto à  deriva como se tu fosses a corrente que me levaria se assim me quisesses. Eu estou aqui, não sei se sorria e te aperte dentro de mim, ou se chore por ter de te deixar ir.

Deixar uma resposta