gostava que o tempo congelasse

image

O tempo bombeia freneticamente tal como o sangue que nos corre nas veia, ele ganha vida e a ansiedade dos dois apaixonados, as horas são segundos e todo o tempo do mundo insuficiente para tanto querer. O tempo é adolescente quando assiste à paixão, é irrequieto apressado e imprevisível, parece que estou a falar de nós! Cada vez que desligo o telefone o ecrã marca uma hora, duas e tantas são as vezes que selamos a chamada com três horas. Tempo que voa mas que a nós parece sempre ser tão parco, tão  escasso para tanto que ainda temos para partilhar.
Ai como gostava que o tempo congelasse e pudéssemos viajar nele sem prazo para acabar, sem um adeus a chegar. Oh tempo! Peço-te que sossegues quando aos braços dele tornar, deixa-me cansar do seu abraço e ter os lábios a arder de tanto roçar na sua barba! Oh tempo, amadurece e passa pela vida com calma, observa-nos e não fujas, fica do lado destes dois pobres amantes que só se querem amar!

 

Vizinha #69Letras

Deixar uma resposta