Fizemos amor até à hora da despedida

image

Fizemos amor até à hora da despedida, vim eu pela estrada com o teu cheiro no corpo, pergunto-me se a desconhecida sentada ao lado detetou o cheiro adocicado de dois amantes no ar. A despedida era inevitável sem nada a fazer, então agarramo-nos um ao outro  e vivemos cada minuto como se ela nunca fosse chegar. Sentada em ti, contigo ainda dentro de mim, os dois suados e luminosos perdi-me no teu olhar, aquele mesmo que agarraste e me questionaste sobre o que ele carregava. Não te falei dele, a voz iria tremer e a emoção jorrar, mantive-me calada, e enquanto me sentias lentamente a beijar-te o membro entre as paredes do meu sexo, continuei a dar-te aquele olhar de mulher encantada pela descoberta de estar apaixonada. Viajei no teu castanho e profundo olhar, vi aquele momento e o fim, apertei-te o teu sexo ainda mais dentro de mim, segurei o teu rosto junto ao pescoço, afundei os dedos, e em movimentos profundos e apertando-me em ti contei-te o quanto gosto de ti.

Deixar uma resposta