Divagando….

Perdoem-me os entendidos destes assuntos, mas nunca hei-de compreender a necessidade de distinguir AMOR de sexo, no que a mim me concerne, sempre fiz AMOR,
porque para mim f@der é um acto de AMOR, tal como a vida,
pode ser amor gentil, puro, doce, ou duro ,agressivo, voraz , insaciável,…,
pode ser rápido , pode ser lento, podes ser f@dido, podes ser tu a f@der e alternar entre eles,
é nessa liberdade de escolher que chamo AMOR, não sei não sentir quando beijo ,
quando lambo, quando chupo, quando penetro, possuo com mais ou menos velocidade consoante o teu corpo de mulher me transmite os gemer e os fluidos, por isso se sinto, naquele momento Amo,
entrego-me na proporção do que recebo, mentira, não consigo , dou sempre mais, exijo de mim próprio dar-te mais, a ti Mulher, mulher do dia, do mês ,do ano, muitas vezes do momento, no fundo, nada disso interessa,
divago porque posso, porque quero,
porque preciso, agora vem e f@de-me loucamente,
Estou a precisar de Amor.

 

 

Bastardo #69Letras

Deixar uma resposta