Conto – Parte 2

Texto Erótico|M18
Suas palavras provocam efeito!… Os beijos aprofundam-se, as línguas entrelaçam uma na outra… Com um beijo intenso ele larga o corpo que tanto deseja possuir e manda-a entrar no carro. Ajeitando seu cabelo ondulado e o vestido na frente, se dirige para o outro lado do carro. Acompanhando-a, abre-lhe a porta… Sentada no carro daquele homem tão intenso, todas as conversas que tiveram passam na cabeça. Debruçando-se sobre suas pernas para lhe apertar o cinto, ele sente o cheiro do perfume doce e suave que lhe invadem as narinas. Um pequeno gemido é solto da sua garganta e depressa beija seus lábios, fechado a porta de seguida. Fazem-se à estrada e liga o radio, e o som preferido dela que começa a tocar… Ele lembrou-se! Sem trocarem mais uma palavra avançam estrada fora em direção ao mar. Depois de meia hora de caminho sem proferirem uma única palavra, ele começa a tocar ao de leve na coxa que seu vestido sensual não tapou. Um arrepio leve percorre seu corpo. Olhando para ele esboça um sorriso. Perguntando se ela está bem vai avançando com sua mão direita sobre a coxa em direção das suas cuecas. O calor é imenso! Suas mãos avançam e sentem a humidade. Ela esta pronta! “Estás bem molhada. Humm. Mas ainda vais ter de aguentar um bocado.” Não conseguindo responder simplesmente sorriu… Um sorriso maravilhoso lhe ilumina seu rosto doce. Ele eleva a mão aos seus seios e aperta. Ela solta um gemido e sente um calafrio. Nunca um homem teve tanto poder sobre seu corpo. O carro para à beira-mar. Uma brisa do mar envolve suas pernas nuas. Mais uma vez pensa nas conversas que tiveram ao longo dos meses passados… Lembrando-se ter contado o quanto adora o mar, esboça outro sorriso. Sentido o toque de uma mão grande e masculina, seus olhos procura o olhar intenso e escuro que a observam. “Vamos”, diz ele. Encaminhando-se para um hotel de mão dada, o desejo dos dois aumenta. Na recepção ele pede as chaves do quarto já reservado. Sim, aquele homem pensou em tudo! Os dois encaminham-se para um pequeno elevador que os leva até ao segundo andar… O desejo é notável, uma tesão enorme invade seus corpos. Deixando-a sair primeiro para poder apreciar seu belo rabo solta um “Humm” sem ela ouvir. A porta do quarto abre-se e os dois encaminha-se para dentro. Mal a porta fecha ele vira-se para ela e puxa a sua mão… Levando a mão até a sua tesão diz-lhe: “Sente o quanto te desejo. É assim que tu me deixas.” Ela cai de joelhos em frente do seu pénis duro e começa a desabotoar-lhe as calças. De imediato seu corpo reage. Seu pénis está mais duro que nunca… As calças e seus boxer descem. E seu pénis duro é o centro das suas atenções. Um beijo leve na ponta e ele dá um pequeno salto na direção da boca dela. Soltando um pequeno sorriso envergonhado envolve-o com suas mãos delicadas e cobre-o com a sua boca desejada. “Hummm, isso minha querida”, diz enquanto inclina sua cabeça para trás. Chupa e envolve todo o seu pénis com as mãos e boca. Sentido estar quase no ponto ele manda-a parar. Ajuda-a a levantar-se e vira-a de costas para ele… Levando uma mão ao fecho daquele vestido magnífico, abre-o…

continua…

Peregrinus #69Letras

1 comentário a “Conto – Parte 2”

Deixar uma resposta