Confissão de um homem

Texto Erótico|M18

Conheci recentemente uma rapariga linda de morrer. Ela tem um dos rostos mais bonitos que já vi, um seios enormes e um rabo grandinho bem assim como eu gosto. Parece uma actriz de cinema… Um corpinho cheiinho o que faz dela uma mulher que desejo.

É domingo e estou sem nada para fazer… Sentando numa esplanada a beira-mar, vasculho no telemóvel o meu Facebook. Uma das minhas conhecidas comentou uma fotografia de uma rapariga linda. Assim que vi a fotografia dela tive de mandar um pedido de amizade. Fiquei com receio que ela não aceitasse… Que raio se passa comigo? Nunca fiquei assim por mulher nenhuma. *Pling* Ela aceitou o meu pedido. Vasculho seu perfil e vejo que é solteira. Todas suas fotografias captam aquela beleza rara… Tenho que meter conversa!

Passamos dias a fio a trocar mensagens… Descobri que com os seus 21 anos é dez anos mais nova que eu, mas nem isso me faz parar de a desejar. Preciso de a possuir o mais rápido possível! Passo o tempo a espera de ouvir um *pling* do meu telemóvel. Trocamos fotografias e mensagens. O clima aquece… Esta mulher está a deixar-me doido! Infelizmente ela mora noutro país… Preciso de a ver! *Pling* É ela! Meu desejo vai se concretizar, finalmente!!! Ela me vem visitar um fim-de-semana. Tenho duas semanas para organizar um hotel e programa para nós. Sei o quanto quer ver o mar por isso reservo um quarto com vista para o mar. Ela vai adorar. Mas que raio? Eu não sou assim. Nunca uma mulher mexeu tanto com a minha cabeça como ela…

É o dia de a ir buscar ao aeroporto. Mando-lhe mensagem a dizer que já estou a caminho mas que apanhei trânsito… Esta merda! Parecem caracóis na estrada. Finalmente avisto-a. Ainda é melhor ao vivo… Uma mulher sensual. Paro o carro e ela vem na minha direção. Saio e cumprimento-a com um Olá deslavado… Pego na mala dela e enfio na bagageira. Mas que raio de comprimento foi este? Consegues melhor! Chego-me ao pé dela, agarro-a e puxo-a contra mim. Um beijo intenso naqueles lábios maravilhosos. Largo-a… Não podemos estar ali mais tempo parados. Entramos e seguimos para um café à beira-mar. Os seus olhos brilham de alegria ao avistar o mar, o que me faz esboçar um sorriso.

Já no café falamos de tudo um pouco… Estou fascinado com a sua beleza. O meu desejo de a possuir aumenta a cada segundo, mas infelizmente ainda não podemos ir para o quarto. Enquanto ela fala, observo a sua boca muito atentamente. Começo a imaginar o seu uso. Concentra-te! O tempo passa e está na hora de ir para o hotel. Fazemos o check-in e subimos num elevador minúsculo para o nosso piso. Consigo cheirar o seu perfume… É um cheiro agradável que me invade as narinas. Entramos no quarto e eu não consigo esperar mais. Preciso de a possuir agora.

Puxo-a para mim e com a minha língua começo a explorar aquela boca que tanto me fascinou. Beijos intensos… Sinto o meu sexo a crescer. Com uma mão nas costas e outra a deslizar pelo seu corpo abaixo sinto o quão molhada ela já esta. Começo a despi-la… Renda! Fico louco. Com movimentos rápidos dispo-lhe o resto da roupa assim como a minha. Encaminho-a para a cama e começo a explorar o resto do seu corpo com a minha língua. Nossos corpos unidos num desejo mútuo e cheios de paixão. Beijo-lhe a boca e deixo-a saborear seu próprio gosto. O suor escorre por nós abaixo e começamos a dar uso a vontade de entrar um no outro e nunca mais dali sair…

Passamos o fim-de-semana famintos um pelo outro na cama suando e amando. O primeiro e único! Ela vai querer mais e eu não sou capaz de lhe dar isso. Não vai poder conhecer-me por completo. O meu lado negro não permite o mostrar. É demasiado para ela. Eu não lhe vou saber dar o amor e essas tretas que ela vai querer. Não acredito nisso, não sei amar.

Mas nunca me vou esquecer deste tempo com esta mulher que certamente irei desejar até ao fim da minha vida…

Peregrinus #69Letras

1 comentário a “Confissão de um homem”

Deixar uma resposta