Vida perfeita, pelo menos era o que eu pensava que tinha.

12728845_1660677664177964_3743708704943873551_n


Alguém que me amava e fazia tudo por mim. Amigos à minha volta. Trabalho que me complementava…. Mas como todos os casais, nós também discutimos. Coisas normais pensava eu…
O primeiro estalo e o primeiro pedido de desculpa seguido do arrependimento do costume.
O primeiro murro e a desculpa de “caí, sou tão distraída”…
A primeira sova e a chamada para o trabalho “estou muito doente não consigo ir trabalhar hoje “….
Na minha cabeça é sempre a primeira vez, a culpada sou eu…. E tento convencer-me que ele não está bem, que ele me ama e pediu desculpa… Que nunca mais vai voltar acontecer…..
Mas aconteceu…. Tantas vezes que perdi a conta. Até que levei a última.
Tirando as costelas fraturadas, o olho negro, nariz a sangrar e os muitos hematomas no corpo…. A alma e o coração são os que ficaram pior.
Os ossos saram, os hematomas desaparecem. Mas as cicatrizes da alma ficam para sempre, assim como a fechadura no coração.
Quando questionam a minha frieza, basta responder: “parte um espelho, agora cola todos os pedaços, olha – te nele. A imagem que vês é igual?”

Arihanna

 

Deixar uma resposta