Não sou quem procuras…

“Sou uma mulher emocionalmente estragada” diz-me!
Depois de tudo que contou da sua vida sou obrigado a aceitar mas não a concordar. Uma mulher linda, segura e senhora de si com tanto para dar e receber, assim desperdiçada.. Não queria acreditar que todos os beijos que demos, mimos que trocamos e fluidos que jorramos seriam apenas uma memória do que tivemos, e não voltaríamos a ser cúmplices de sorrisos, olhares e tesão.
De corpos nus, suados e cansados de tão intensa e prazerosa actividade sexual, abraçados num pós-coito saboroso, preferiu estas palavras que me deixam de rastos, sem esperança num futuro com ela.. “O melhor é te vestires, e ires para casa. Não sou de flores, de andar de mão dada, de jantares românticos. Não sou quem procuras. Deverias me esquecer. Deverias ir embora..” Ainda protesto, talvez sem esperança pois não era a primeira vez que me dizias isso.
Não se quer prender, penso eu, quer ser livre e descomprometida, sem ninguém a exigir.. e eu não a quero contrariar.
“Vai, despacha-te que tenho que sair!” Com essas palavras me despedaça o coração, arruína todas as minhas esperanças, deitando por terra todos os planos que tinha para nós.. Se calhar o meu mal foi esse, fazer planos.
Sou teimoso, persistente. Dentro do carro fico na esperança que se arrependa e chame por mim.. 30 minutos, 1 hora.. Nada.. saio para fumar um último cigarro, e um jipe quase me leva a porta.. “Desculpe, não vi” digo eu apressado. “Não tem problema” responde um homem sorridente e bem humorado, um Smiley Man. “Tenha um bom dia!” respondo como agradecimento. O Smiley Man dirige-se á entrada do prédio e fico curioso pois não me lembro de cruzar com esta figura. Segundo direito, toca ele na campainha. “Sim amor, sou eu! Abre a porta pois ainda não tenho a chave!” Cai-me tudo!! Marido, namorado, segundo amante??? Não sei mas decido ir embora pois estou atrasado para apanhar o avião..
Aproveito a viagem de avião para pensar.. Valerá a pena eu insistir naquela mulher? Não, não vale.. Os planos que tinha se desmoronaram naquelas palavras da entrada do prédio.. “Sim amor..”
Não, não sou o outro.. não nasci para ser o outro, a segunda escolha.. a distância também ajuda.. e ainda bem..

O Vizinho #69Letras

 

12717507_1656532587925805_5007401494733632827_n

2 comentários a “Não sou quem procuras…”

Deixar uma resposta