Falhei contigo!

12647316_1654014328177631_6798555035175082069_n

Texto Erótico|M18

Foda-se!!
Falhei contigo!
Dois meses sem te dizer nada, nem um olá! Sou mesmo um cabrão!
Nesta noite de copos onde te divertes com os teus amigos, dou um “Olá” e tu inocentemente movida pela saudade e memórias quentes daquele fim de semana respondes-me… Sentes que estou “tocado” e com razão… Uma garrafa de Bombay já marchou…
Trocamos mensagens banais onde me chamas “Amigo desnaturado”, “não vales nada”. Falamos das vontades, da passagem de ano, da seca que está a ser a essa festa e passadas 2 horas estou em tua casa movido pela saudade. Recebes-me de robe meio aberto onde deslumbro uma lingerie super sensual por baixo, e naquele momento sei para o que vim, bem que no fundo eu também o queria… O teu beijo continua quente e doce, tua pele macia como pétalas de rosas e cheirosa como um belo jardim primaveril…
Bates-me, e não surpreso pela teu acto ofereço a outra face… Quero mais! Mereço! E tu mesmo cheia de vontade de o fazer paras… Sentamos-nos no sofá e depressa me vem à memória as horas que passamos a conversar naquele confortável ninho vermelho… só conversamos ali, apenas isso…
Depressa a conversa se enrola no que poderíamos ou não fazer, e trocamos um beijo, aquele beijo… depressa estamos nos braços um do outro, caminhando para o quarto onde te atiro para cima da cama… o teu robe cai e vislumbro a tua linda pele morena, uma lingerie preta e rendada embeleza o teu corpo, e o meu pénis liberta um grito de vontade de te foder!
Depressa as minhas roupas se misturam com o teu robe no canto no quarto e tua cama nos acolhe… Teus lábios, orelha esquerda, pescoço, ombro… este é o percurso que faço para te livrar desse sutiã que previa e habilmente desapertei, ficando à minha mercê as tuas mamas… minha boca encontra o teu mamilo esquerdo, minha mão esquerda desce até à tua púbis coberta pela cueca preta de renda bela. Depressa desvio a cueca e sinto que me queres, me desejas pois estás húmida e quente… Acaricio-te o clitóris enquanto vou chupando e mordiscando o teu mamilo, e libertas um gemido forte e barulhento!
Olhas-me com garra, desejo e vontade, e num gesto firme e forte deitas-me, e com um único gesto rendo-me a ti… shiu! Dizes-me tu! E eu sorrio… libertas-te das cuecas e montas-me… oh, que bela montada! Qual cavaleiro qual quê! Eu sou o teu cavalo e o meu pénis a tua sela! Juntos e ritmados acelerados atingimos o orgasmo, deixando os vizinhos de orelhas em bico! Aaahhhh!!
(Fuck! Só de escrever já sinto vontade de te voltar a foder)…
Tardamos a adormecer pois naqueles momentos sentimo-nos únicos e poderosos…

O Vizinho #69Letras


 

 

2 thoughts on “Falhei contigo!

Deixar uma resposta