Abri a porta de casa e dou de caras com a minha linda mulher a dormitar no sofá, nua…

Texto Erótico|M18

Estava num daqueles dias onde não me apetecia fazer nada. Tomei um duche rápido e sem roupa fui até à cozinha… Servi-me de um copo de Mateus Rosé e peguei naquela caixa de chocolates suíços que andava a guardar para uma ocasião especial. Fui até à sala e sentei-me no sofá grande. Dei um gole do vinho fresco que me soube tão bem e comi um chocolate… Outro gole, outro chocolate… Até que acabei por adormecer ali mesmo…

Dia mau… Chefe a chatear, as acções da empresa a descer! Tudo a correr mal! Um duche quente era a única coisa que apetecia.. Abri a porta de casa e dou de caras com a minha linda mulher a dormitar no sofá, nua… A luz atravessa a janela, iluminando o seu belo corpo.. O cheiro de leite de coco invade-me as narinas, provocando-me um desejo enorme de a possuir ali mesmo, no entanto aquele chocolate deu-me outras ideias… Sento-me ao seu lado e coloco chocolate sobre o mamilo, deixando-o derreter… O chocolate escorre e num ato de gula e vontade lambo aquele lindo e saboroso seio…

Acordo… Sinto que estou molhada e sem abrir ainda os olhos sinto a sua boca no meu seio… Hum… Adoro quando ele me acorda assim. Sua mão desliza pelo meu corpo abaixo… Sinto um dedo, dois dedos a penetrarem-me e solto um gemido… Ele sabe que eu acordei. Abro os olhos e vejo aquele olhar cheio de desejo a penetrar-me…

“Olá meu amor..”
“Olá meu doce.. Adoro quando me apanhas desprevenida… ”
Dou um trago do vinho fresco e suave sem o engolir, e sem desperdiçar deixo cair uma gotas no teu umbigo… Gemes, contorces-te, olhas-me com uma ambição desesperada e desmedida… “Fica quieta! Ainda desperdiçamos vinho e não queremos isso, pois não?” Abanas com a cabeça pois não consegues falar… Levo a minha boca ao teu ventre e chupo o teu umbigo, o que te deixa totalmente fora de ti… “Anda cá meu doce, ainda não senti os teus lábios.” Sem hesitar percorro o seu corpo com a minha boca, passando novamente pelos seios, pescoço, orelhas, terminando daquela linda e maravilhosa boca… “Vou ao duche… esperas por mim no quarto? Quero acabar de comer este saboroso chocolate e beber este o vinho contigo e em ti…” Enquanto faço o percurso sala-casa de banho fico a imaginar do sabor do vinho misturado com o sabor do teu sexo… viro-me para trás e os teus olhos demonstram que estás a pensar o mesmo que eu…

Isto tudo porque ambos estávamos naqueles dias….

© Peregrinus & O Vizinho 2016 #69Letras

2 comentários a “Abri a porta de casa e dou de caras com a minha linda mulher a dormitar no sofá, nua…”

Deixar uma resposta