O seu amigo havia partido…

12417811_1644590172453380_4666481472298188196_n

 

A noite em que saiu, para esquecer aquele rapaz carinhoso, sensível que sabe o que significa uma lágrima no canto de seus olhos e ausência de um sorriso, aquele por quem se vai apaixonando, mas…
Ainda assim, vestiu o seu vestido preto, o mesmo que a enaltece curva a curva, toda a maquilhagem estava perfeita, o desejo estava estampado no seu olhar, viu no outro lado do bar o Bad boy perfeito para a sua necessidade desenfreada de uma noite de loucura, conseguiu o seu prémio, não seria difícil dada a sua beleza.
A noite foi caprichosamente saciável, sentiu o corpo ser possuído, o orgasmo esteve latente no auge desse quase inigualável engate brejeiro de boémia vida noturna. Começou o dia, a luz do astro da vida surgia na brecha da janela do quarto. Com o corpo ainda nu e o lençol a descansar sobre ela, acorda na cama que horas antes a levaram num sexo desesperante e quente. Olhou para o lado, e eis que se descobre sozinha o lugar que estava ocupado, esta vazio teve então aí a sua primeira angústia e revolta. Eis…
Afinal quem ela queria esquecer continua morar em seu pensamento. O calor já passou… apanhou o vestido do chão, a maquilhagem desfeita, corre à porta de seu cavaleiro.
Trás consigo uma lágrima que precisa ser enxuta. Bate… mas esta não abre.
O seu amigo havia partido… Por não saber a dor de amar, e de a satisfação carnal não ser suficiente, descobriu alguém com quem iria acordar, com um sorriso de plena satisfação e um apaixonante olhar e um expressar singelo de… “bom dia amor, bom dia alegria!”
Leva consigo a lágrima por enxugar e a dor da perda.

RiCCo #69Letras

Deixar uma resposta